• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Advogada constrói bebedouro no muro de casa para pessoas em situação de rua

POR Bruno Destéfano    EM Compartilhando coisa boa      26/06/19 às 15h19

Com a possibilidade de mudar a realidade que nos rodeia, muitas pessoas realizam investimentos focados no altruísmo. Não é pouca coisa, pensando no quão inspiradora pode ser a boa ação. Vejamos um exemplo: uma advogada de Porto Velho decidiu ajudar pessoas em situação de rua. A forma pensada por Márcia Regina Pini foi a de construir um bebedouro no muro de casa com água gelada, sendo disponível a qualquer pessoa que precise matar a sede. A profissional jurídica, que mora no bairro São Cristóvão em Rondônia, contou ao G1 que se sensibilizou ao descobrir que muitos moradores de rua sofrem com problemas renais. Tudo isso por não beberem a quantidade de água suficiente no seu dia a dia. Assim sendo, a mulher decidiu fazer algo a respeito.

Márcia Regina começou a planejar a construção do bebedouro no muro de sua casa. Foi necessário comprar pia, torneira e um equipamento para manter a água fresca e gelada. O local ficou pronto há cerca de seis meses. "Eu fiquei pensando em uma forma que eles (moradores de rua) não precisassem tocar a campainha. E não só para atender essa população, mas qualquer pessoa que passar. Afinal, a água é a fonte da vida. A sede é uma tortura", contou ao G1. Ainda segundo ela, a próxima ideia é construção de uma cantina para fornecer refeições para aqueles que vivem nas ruas da cidade.

Preocupações que não desmotivaram-na

No começo, a advogada lembra que a ideia foi recebida com desconfiança por alguns familiares e vizinhos. Com o passar do tempo, depois de refletirem melhor sobre a situação, eles perceberam a relevância da atitude de Márcia Regina. "Às vezes as pessoas têm medo, ficam preocupadas, mas a população de rua não é violenta. Hoje, a gente vê pessoas passando, enchendo a garrafinha e eu fico feliz de poder contribuir".

O incrível é saber que ela também participou do processo, até mesmo em relação ao desenvolvimento da estética do espaço. A decoração de azulejos foi montada pela própria advogada. "Eu quis fazer uma arte e tinha alguns restos desse material, planejei e acabou saindo. Lembra uma tulipa". Dia após dia, a advogada e os familiares criaram o hábito de limpar o bebedouro, além de colocar alguns copos descartáveis. A vigilância sanitária, inclusive, já visitou o imóvel, conferiu o funcionamento do bebedouro e consumiram da água.

Inspiração provinda com o bebedouro no muro de casa

O auxiliar de serviços gerais, Márcio Kluska, caminhava pela rua procurando uma loja e se surpreendeu ao perceber o diferente bebedouro prostrado no muro de uma casa. Ele não pensou duas vezes e aproveitou a oportunidade para se refrescar. "Normalmente ninguém nem quer mostrar o que tem dentro de casa. Quanto mais dinheiro, menos demonstração. Mas ela tem um bebedouro aí dentro gelando o dia inteiro. Já me ajudou, matou minha sede", disse ao G1.

O bebedouro também chamou a atenção do autônomo Richardson Bemer ao passar pelo setor. "Fiquei muito surpreso de ver pessoas assim se solidarizando com as outras. Muitas pessoas não têm dinheiro pra comprar uma água engarrafada e esse bebedouro ajuda".

Próxima Matéria
Via   G1  
Bruno Destéfano
Escritor, fotógrafo e jornalista // Deixe que o conhecimento te revolucione de dentro para fora.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+