Curiosidades

Ao contrário da crença popular, comer banana não evita cãibras

0

Uma boa alimentação pode influenciar na nossa saúde e na disposição que temos para enfrentar o dia a dia. O segredo não está em apenas comer frutas e legumes, mas sim fazer uma dieta equilibrada com todos os alimentos em quantidades certas. Contudo, é comum ver as pessoas dizendo que um determinado tipo de alimento cura ou evita certos problemas, como é o caso da banana.

É comum que, se não todas as pessoas, a maioria já ouviu dizer que comer banana evita cãibras, que são as contraturas musculares involuntárias, que ocorrem de forma súbita, em um ou vários grupos musculares. Geralmente, os lugares mais comuns das cãibras são as panturrilhas, as coxas, os pés, as mãos, o pescoço e o abdômen.

Segundo Karina Capobianco, chefe do serviço de reumatologia do Hospital Moinhos de Vento, o que pode causar as cãibras, mais comumente, é a desidratação, a prática de exercícios físicos extenuantes e a falta de nutrientes minerais e vitaminas, principalmente o cálcio e o magnésio.

Banana

Cura verde

A banana normalmente é relacionada com as cãibras por conta do mineral presente nela, o potássio. Contudo, Karina ressalta que uma deficiência de potássio está mais relacionada com a fraqueza e paralisia muscular do que às cãibras propriamente ditas.

“A deficiência de potássio também pode ser uma causa, mas geralmente ela está associada às cãibras ligadas ao exercício físico, à desidratação e ao uso de diuréticos. As alterações dos níveis de cálcio e magnésio no organismo são mais comuns como causa de cãibras do que a de potássio”, explicou ela.

Nesse ponto, a nutricionista clínica do Hospital Moinhos de Vento, Paula Elisa de Oliveira, diz que uma pessoa deveria ingerir todos os dias, no mínimo, 4,7 gramas de potássio. Mas ela também ressalta que a banana não é o único alimento que têm esse mineral.

“Para atingir a quantidade de potássio, a pessoa teria que comer mais de 10 bananas por dia, sendo que 100g de passas de uva têm mais potássio do que a banana. Do ponto de vista nutricional, a banana não seria a primeira escolha para evitar as cãibras”, explicou Paula.

Como Paula pontuou, as uvas passas são a principal fonte de potássio. Para se ter uma ideia, em 100 gramas, elas têm 750mg de potássio. Essa quantidade é mais do que o dobro visto na banana, que tem 358mg.

Cãibras

UOL

Além das uvas passas, outros alimentos ricos no mineral são o abacate e a aveia. Entretanto, isso não quer dizer que a banana não tenha seus benefícios para a saúde.

Segundo Paula, por conta da fruta ser rica em água, potássio e glicose, ela até pode ajudar nas cãibras que são causadas pelo exercício. Isso porque ela irá hidratar e fornecer energia para os músculos durante a atividade física. Contudo, a banana não funciona em todas as situações para prevenir ou tratar as cãibras.

Até porque, as cãibras podem ser causadas por vários outros fatores além do exercício físico, como por exemplo, a imobilização prolongada, o excesso do consumo de álcool e cafeína, o uso de medicações para controlar a hipertensão arterial e doenças como hipotireoidismo, diabetes, hipoglicemia, obesidade e cirrose hepática.

As gestantes também correm risco de terem cãibras porque a gravidez acaba provocando uma deficiência de magnésio e altera o sistema vascular dos membros inferiores da mãe.

Prevenir

Metrópoles

Embora as causas das cãibras possam ser as mais variadas, também existem formas de preveni-las. Dentre elas, ter uma alimentação balanceada, rica em frutas, verduras e legumes, fontes naturais de minerais e vitaminas, tudo isso relacionado a uma hidratação adequada e às atividades de cada pessoa. Um outro ponto importante para se evitar as cãibras é fazer alongamento antes e depois dos exercícios físicos.

Mesmo sabendo como evitá-las, quem já teve uma cãibra sabe a dor e o incômodo que ela traz. Por isso, é fato que as pessoas querem se livrar dela de imediato. Então, quando uma cãibra acontece, o melhor para se livrar dela é alongar os músculos que estão contraídos, tentar mobilizá-los na direção contrária da que eles estão contraídos, fazer massagem de forma suave ou até mesmo usar compressas de água quente para relaxar a musculatura.

Fonte: Gaúcha ZH

Imagens: Cura verde, UOL, Metrópoles

Como surgiu o cartão de crédito?

Previous article

Jovem constrói caverna no quintal de casa por estar com raiva dos pais

Next article

Comments

Comments are closed.