Entretenimento

Após criticar Will Smith, internautas lembram beijo polêmico de Jim Carrey

0

Recentemente não se falou de outra coisa a não ser o tapa no rosto que Will Smith deu em Chris Rock na cerimônia do Oscar desse ano. Por conta disso, várias pessoas se posicionaram, seja contra ou a favor, da atitude de Smith. Uma delas foi Jim Carrey. O ator desaprovou a atitude do colega de profissão.

Em uma entrevista dada ao CBS Mornings, Carrey deu sua opinião sobre o acontecimento do dia 27 desse mês. Para ele, Smith deveria ter sido preso pela agressão feita a Rock. Além disso, o ator disse que a atitude do colega o deixou “enjoado”.

Opinião

Epipoca

“Ele [Chris] não quis ter o trabalho de entrar com processo. Eu teria avisado pela manhã que iria processar o Will em US$ 200 milhões porque aquele vídeo existirá para sempre e será onipresente”, disse Carrey.

Para o comediante, Smith não tinha o direito de bater no rosto de ninguém.

“Esse insulto irá durar por muito tempo. Se você quiser pode gritar algo da plateia ou mostrar que não gostou no Twitter, mas você não tem o direito de subir no palco e bater no rosto de alguém. Me senti enojado pela plateia o aplaudindo de pé. Hollywood é uma covardia em massa e tive a sensação que foi uma indicação clara de que não somos mais um clube legal”, continuou ele.

Polêmica

Depois dessas declarações, os internautas não ficaram calados e relembraram um momento bem polêmico da carreira de Jim Carrey. O “News AU” repercutiu o momento lembrado pelos internautas. Ele aconteceu no MTV Movie Awards de 1997.

Na ocasião, Carrey tinha 35 anos e beijou a atriz Alicia Silverstone, de 19 anos, quando subiu no palco para receber um prêmio. “Diz o cara que abusou sexualmente de Alicia Silverstone no palco”, escreveu um internauta ao publicar o vídeo.

Assim como a atitude de Smith, a publicação do vídeo relembrando esse momento na carreira de Carrey dividiu opiniões dos internautas nos comentários. Vários deles apontando que o ocorrido aconteceu em 1997 e que o comediante pode sim ter aprendido com o ato e o passar dos anos.

“Só porque ele estava errado então não significa que ele não está certo agora? Como é difícil entender isso?? O que Jim Carey fez foi errado décadas atrás. E o que o Will fez alguns dias atrás também é errado”, respondeu um internauta.

Tapa

Tecmundo

Assim como Steven McIntosh, repórter de entretenimento da BBC, disse: “este Oscar será sempre lembrado pelo momento em que Will Smith agrediu Chris Rock”. O ocorrido aconteceu porque, antes de apresentar o Oscar de melhor documentário, o comediante Chris Rock começou a fazer seu discurso de introdução, quando fez piadas com casais famosos que estavam na plateia, como por exemplo, Javier Barden e Penelope Cruz. Em seguida, ele fez uma piada sobre a esposa de Will Smith.

“Jada, mal posso esperar por ‘Até o Limite da Honra 2′”, disse Rock. A piada era uma referência ao filme “Até o limite da honra”, filme em que Demi Moore raspou o cabelo. Contudo, Jada estava com o cabelo raspado por conta de uma condição que provoca a queda de cabelo.

O ator apareceu no vídeo rindo, mas ele se sentiu ofendido e subiu ao palco e deu um tapa no rosto de Rock. “Mantenha o nome da minha esposa fora da sua boca”, gritou Smith.

“Uau, era uma piada com ‘Até o Limite da Honra’, cara”, respondeu Rock.

Mas Smith voltou a falar para ele não falar sobre Jada. A priori, todos achavam que poderia ser uma brincadeira combinada entre os dois. Só que logo a seriedade foi notada pelos palavrões falados no ar. Tanto que a ABC, emissora que transmite o Oscar, cortou a transmissão ao vivo.

Fonte: Aventuras na história

Imagens: Twitter, Epipoca, Tecmundo

Como escolher o som perfeito do despertador, segundo a ciência

Matéria anterior

Freud explica: por que algumas pessoas se atraem pelo mesmo gênero?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos