Compartilhando coisa boa

Arrastada por carro, vendedora de balões ganha 29 mil reais em vaquinha

0

O que você já fez para ajudar àqueles a sua volta que realmente precisavam? Acontece que, mesmo que muitos não acreditem nisso, pequenas ações podem mudar o dia de uma pessoa e até mesmo a sua vida.

E, para conseguir fazer uma boa ação, você não precisa gastar rios de dinheiro ou perder todo o seu tempo. A verdade é que, para mudar o mundo, você não precisa de muita coisa além de uma boa ação.

Isso tudo pode parecer mais um daqueles discursos humanitários e motivacionais. Mas se você parar para pensar, talvez seja exatamente disso que as pessoas precisam. O fato é que, se algumas palavras já são capazes de fazer uma grande diferença, então imagine o que aconteceria se o ser humano realmente decidisse se mobilizar para um bem maior.

As possibilidades para boas ações são praticamente infinitas e, apesar de acharmos que pessoas assim já deixaram de existir, vez ou outra, acabamos nos deparando com histórias verdadeiramente emocionantes!

Até mesmo histórias que começam tristes e parecem não ter como chegar em um final feliz, podem nos surpreender. Um caso de violência conseguiu terminar em um gesto de solidariedade.
O caso aconteceu em Taguatinga, no Distrito Federal. A mulher, chamada Marina Izidora Morais, foi arrastada 100 metros por um carro. Tudo isso por ela ter se recusado a dar um desconto na venda de uns balões.

A mulher de 63 anos é diarista e estava vendendo balões em uma festa junina quando um casal pegou os seus balões e arrancou com o carro e acabaram levando Marina junto. O caso comoveu muitas pessoas quando ficaram sabendo.

Como resultado, Marina perdeu uma boa parte do dinheiro que tinha conseguido receber trabalhando durante oito horas vendendo os seus balões. O casal que a arrastou estava em uma Mercedes e conseguiram levar vários balões da idosa. E os que sobraram, estouraram depois desse ato brutal feito com a senhora.

“As diárias que eu ia fazer essa semana, vou perder, pois não consigo trabalhar. É assim que eu pago meu aluguel e contribuo para o INSS, porque não sou aposentada ainda”, explica a mulher.

Solidariedade

A diarista recebeu o apoio de vários leitores do jornal Metrópoles, onde sua história foi divulgada. E além disso, uma vaquinha online foi feita pelo site Razões para Acreditar para ajudar a mulher.
O objetivo era arrecadar 10 mil reais mas, em menos de três horas, essa meta já tinha sido ultrapassada. E até o momento, a vaquinha já conseguiu arrecadar mais de 29 mil reais. Um valor bastante acima da meta inicial.

Se você quiser ajudar Marina, a vaquinha ainda está aberta e qualquer ajuda que a mulher conseguir é bem-vinda. Especialmente no momento, pois ela está se recuperando da brutalidade que fizeram com ela. “O dinheiro vai ficar por conta da minha mãe, mas pode ter certeza que ela vai guardar. Não vai gastar com besteira”, explica.

Caso

Os investigadores da 12ª Delegacia de Polícia do centro de Taguatinga já conseguiram identificar o empresário dono da Mercedes e estão aguardando apresentação espontânea do homem.

Ainda não se sabe se era o homem que estava no volante quando a diarista foi arrastada. E por esse motivo, a polícia não divulgou o nome dele.

7 histórias da mitologia nórdica que são melhores que as gregas

Matéria anterior

Esse incrível mapa mostra nosso sistema solar como jamais visto

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications