Animals

As maiores curiosidades sobre as hienas

hienas
0

A hiena é um mamífero originário da África e da Ásia. É parecida com o cão, mas não tem parentesco com ele. Esses animais são considerados os principais rivais dos leões. Costumam brigar com frequência, mas não pelo domínio de um território, e sim por se alimentarem dos mesmos animais. No entanto, leões são predadores ferrenhos de hienas filhotes. 

A seguir, você vai descobrir melhor sobre esse animal e a forma como ele se estabelece dentro dos grupos familiares. Também te contaremos as maiores curiosidades que os envolvem. Acompanhe a seguir.

Organização da sociedade

As hienas se organizam em grupos formados por ambos os sexos, mas sempre sob o comando de uma fêmea-alfa. Esses animais são extremamente agressivos e, assim, demarcam território com muita constância. As fêmeas brigam pelos machos e os filhotes também brigam uns com os outros. Não é raro que um filhote mate o outro. 

As hienas vivem em savanas com poucas árvores, abrigando-se em cavernas ou em tocas e túneis vazios. São mais ativas à noite e vivem em bandos de 40 a 100 integrantes. A comunicação é realizada por meio de sinais e sons. Esses animais podem viver até os 20 anos.

Estrutura corpórea

Existem três tipos de hiena, a listrada, que vive na África Oriental, a hiena marrom, que é predominante na África do Norte, e a hiena dourada, que vive em todo o continente. Todas elas possuem pernas dianteiras mais compridas que as traseiras. Uma fato é que a hiena-listrada é a maior espécie e as fêmeas desse bando são maiores que os machos. Elas medem 1,8 metros e pesam 80 quilos. A audição e o olfato excelentes as ajudam a encontrar as presas.

Discovery Brasil

Gestação

A gestação da hiena dura entre 98 e 110 dias. Geralmente nascem gêmeos, embora não seja raro o nascimento de três ou quatro filhotes. Uma característica incomum no resto desses animais é que eles nascem com os olhos abertos. Até os cinco meses, os filhotes de hiena se alimentam apenas de leite. Passado esse período, eles começam a comer carne. 

Diferente dos chacais, leões e tigres, as hienas não trazem alimento para os bebês, mas regurgitam a comida já digerida para que eles se alimentem. Com cerca de um ano de idade, os filhotes começam a seguir a mãe na sua caça. Aos dois anos, a pequena hiena está pronta para comer e caçar sozinha.

Alimentação

As hienas possuem mandíbulas tão fortes que são capazes de quebrar ossos. O estômago desses animais é adaptado para digerir as partes mais duras dos alimentos, inclusive ossos. Dessa forma, ao se alimentarem de outros animais, elas podem ingeri-los por completo, incluindo as carcaças, sem que sobrem restos. Aliás, a ingestão de ossos tornam as fezes das hienas bicolores. 

Essa característica é importante porque, normalmente, elas se alimentam dos restos de cadáveres de animais como zebras e gazelas, depois que os leões terminam de comer. Elas próprias podem ter matado a presa na noite anterior, mas seus ruídos atraem os leões, que tomam posse da caça. Além disso, é comum que elas comam as próprias fezes como forma de ajudar na digestão ou quando não encontram nada mais para comer. 

Características singulares

As hienas são capazes de emitir gritos ásperos, muitas vezes confundidos com risadas humanas. É comum que elas tenham um cheiro muito forte, constituído muitas vezes de restos de animais em putrefação e sangue, que anteriormente serviram de alimento para elas.

Shutterstock

Já houve casos de hienas migrando para regiões próximas às cidades por conta da facilidade de conseguir comida. Caso estejam próximas de fazenda, esses animais podem se alimentar de gado, lobos e búfalos, por exemplo.

É comum que as hienas marquem território depositando nos ambientes uma substância com cheiro forte produzida nas glândulas anais. Decorre disso que as fezes das hienas são de odor forte e em grande volume, o que torna esses animais fáceis de serem encontrados e, consequentemente, como presas fáceis para caça.

O odor impede que muitos animais cheguem até o território onde as hienas estão dormindo, e isso as protege ao longo de sua morada. Cada vez que elas mudam de território é preciso demarcar as fronteiras por meio do mau cheiro.

O homem que teve o cérebro transformado em vidro

Matéria anterior

BMW desenvolve carro que troca de cor com um botão

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos