CuriosidadesMundo AnimalNatureza

Baleia jubarte sobrevive a ataque de gangues de orcas

0

Na segunda quinzena de fevereiro deste ano, pessoas que observavam baleias na Austrália testemunharam uma rara cena: dois grupos de orcas se uniram para atacar uma jovem baleia jubarte, um macho que tem entre 2 e 3 anos. Embora tenha perdido a nadadeira dorsal, a baleia jubarte, de acordo com o Sydney Morning Herald, sobreviveu.

“Sabíamos que estávamos testemunhando algo significativo”, disse Gemma Sharp, co-proprietária da Whale Watcher Australia. “As orcas estavam em modo de ataque total e a baleia jubarte tentava desesperadamente se proteger”.

O ataque

A embarcação havia sido utilizada para levar as pessoas para observarem as baleias estava na Baía de Bremer, oeste da Austrália. O grupo, em um determinado momento do passeio, avistou cerca de 15 orcas, todas próximas à superfície. Após ficarem estáticas com a presença dos animais, as pessoas perceberam que as orcas estavam se reunindo para atacar uma baleia jubarte.

Enquanto as pessoas que estavam a bordo do navio observavam a cena, as orcas tentavam constantemente agarrar a barbatana dorsal da jubarte e, ao mesmo tempo, virá-la para afogá-la. “A tática de virar e afogar geralmente funciona com filhotes de baleias”, disse Sharp, “mas o jovem macho era muito forte e grande para as orcas o moverem”.

Durante o ataque, a baleia se manteve sempre próxima ao barco, protegendo-se sob ele por quase uma hora. Enquanto as orcas circulavam, esperando outra oportunidade para atacar, um grupo de 50 baleias-piloto e um grupo de tubarões-touro aproximou-se do local. Eventualmente, um dos pods de orca deixou o ambiente.

O restante grupo de orcas – seis, para ser exato – manteve-se 300 metros de distância do barco até a jubarte investir em uma fuga. A maior orca, um macho de 8.980 kg, apelidado de El Notcho pelos observadores de baleias da região, tentou quebrar a mandíbula da baleia jubarte assim que teve uma nova chance de ataque. “O ataque não intimidou a jubarte”, disse Sharp.

Cansadas, as orcas acabaram desistindo. A jubarte aproveitou a brecha, distanciou-se do barco e nadou em direção à costa. “As orcas, infelizmente, arrancaram a barbatana dorsal da jubarte, mas as barbatanas próximas a cauda e as peitorais estavam bem, o que é importante. O ataque seria pior se as orcas tivessem arrancado muito sangue, mas não houve nada disso”, disse Sharp.

O ataque foi registrado pelos celulares de todos que estavam no barco. Essa é a primeira vez que se documenta uma investida de orcas na Baía de Bermer.

Orcas

Pertencente a família dos golfinhos, as orcas, ou, caso prefira, baleias assassinas, são altamente conhecidas por suas interações violentas com outros animais marinhos. Em 2018, por exemplo, um fotógrafo capturou imagens inéditas de um grupo de orcas atormentando (ou brincando, a palavra certa depende da sua perspectiva) tartarugas marinhas nas Ilhas Galápagos.

As orcas estavam essencialmente tratando as tartarugas como brinquedos, girando e arrastando-as como se fosse uma forma de entretenimento. Em 2016, um grupo de orcas, que estava próximo à península Antártica, aprisionou uma foca em um bloco de gelo. Felizmente, duas baleias jubarte apareceram, o que acabou afastando as orcas.

Seis planetas alienígenas foram encontrados orbitando em uma forma complexa e rara

Matéria anterior

Essa é a primeira imagem enviada pelo rover da NASA depois de aterrissar em Marte

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.