Notícias

Chihuahua é atingido por flecha e sobrevive

0

Uma filhote de chihuahua de quatro meses foi alvo de uma flechada no pescoço. No entanto, ela foi resgatada e conseguiu sobreviver aos ferimentos. O caso aconteceu na Califórnia, nos Estados Unidos.

Uma mulher encontrou, na rua, a filhote de chihuahua já ferida e uivando por conta da dor e acionou o serviço policial local para transferir a cadela para um centro veterinário. Então, após a devida análise clínica e uma série de radiografias, os profissionais retiraram a flecha do pescoço da filhote.

De acordo com o Departamento de Serviços Animais do Condado de Riverside, “A tratejtória da flecha não atingiu as artérias vitais do filhote”. Assim, os representantes reforçam que a remoção do objeto do pescoço da chihuahua se deu de uma maneira segura para ela, apesar da gravidade dos ferimentos.

Até o momento, não se sabe como ocorreu esse cenário. “Alguém atirar intencionalmente neste pobre filhote com uma flecha é repulsivo. Estamos chocados e esperamos que alguém possa nos fornecer qualquer informação sobre quem fez isso. Por enquanto, continuaremos tratando a filhote e trabalharemos para encontrar um lar adequado para ela”, disse a chefe do departamento, Erin Gettis, em nota.

Reprodução

Chihuahua salva tutora

Nos Estados Unidos, aproximadamente 7,6 milhões de animais entram em abrigos todos os anos. Destes, cerca de 3,9 são cachorros e 3,4 gatos. Sendo assim, alguns animais têm a sorte de serem resgatados. No entanto, em alguns casos, quem acaba sendo salvo é o próprio tutor, como aconteceu com Paulina.

Paulina havia acabado de perder seu chihuahua chamado Choco. Como nunca teve um chihuahua antes de Choco, ela estava em um profundo estado de luto. Isso porque foram 13 anos que ela Paulina teve seu companheiro ao seu lado. Por essa mesma razão, ela nem pensava na possibilidade de ter outro chihuahua.

Novo cachorro no pedaço

Contudo, seis meses depois, embora Paulina ainda não estivesse pronta para um outro cachorro, o destino tinha outro planos. “Vader teve uma vida muito difícil antes de nos conhecermos. Parte meu coração toda vez que falo sobre isso com alguém que já teve interesse no meu Vader. Ele foi severamente abusado por seus proprietários anteriores. Demorou um pouco mais de 6 meses para o meu rapaz finalmente parar de se esconder e passar todo o tempo atrás do nosso vaso sanitário”, conta Paulina.

“É de partir o coração! O que Vader passou e suportou em sua vida para ele querer dormir, se esconder e passar seus dias atrás de um vaso sanitário? E o pior é quando você conhece esse cachorrinho um pouco melhor. Ele é o cachorro mais amoroso, mais bem comportado e obediente que já conheci, conheci ou tive. Ele foi até mesmo treinado para usar o penico. Um Chihuahua mais perfeito não foi encontrado! Eu não poderia ter pedido um cachorro melhor.”

“Mesmo que eu não achasse que estava pronta, ele não poderia ter entrado na minha vida em um momento melhor. Ele não apenas me ajudou com minha dor, mas também salvou minha vida. Eu estava realmente lutando contra a depressão naquela época. Às vezes seria tão ruim que pensamentos suicidas começariam a se formar. Mas quanto melhor nos conhecemos, mais próximos nos tornamos, e mais saudável meu estado mental ficou e tudo de negativo que entrou na minha vida, nunca permaneceu por muito tempo.”

Ciência aponta a importância de pets

Fonte: Chevanon Photography

Dessa forma, a experiência de Paulina é sustentada por diversas pesquisas, como a realizada na Universidade de Dakota do Norte. Liderado por Valerie Douglas, uma equipe de pesquisadores estudouba Teoria Interpessoal de Suicídio.

Assim sendo, entrevistaram 269 pçarticipantes, 187 tendo pets e 87 não. Então, responderam questões sobre se sentirem pertencentes e dignos de amor. Além disso, estudaram a ligação com seus pets.

Como resultado, viram que os indivíduos com uma ligação forte com os pets mostraram menos probablilidade de tendências suicidas.

Fonte: UOL

Qual o motivo da tensão elétrica mudar de uma cidade para a outra?

Artigo anterior

Jornalistas se oferecem para ajudar jovem com rosto tatuado por ex abusivo

Próximo artigo