• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Como será a comida no futuro?

POR Diogo Quiareli    EM Curiosidades      19/03/19 às 18h00

Comer está entre os maiores prazeres da vida de uma pessoa, não é mesmo? Há quem prefira beber algo, dormir, curtir uma balada dançando, ler ou diversas outras atividades, mas em um top 5, provavelmente sempre aparecerá "comer". Conhecer novos pratos é sempre um grande momento e é por esse motivo que muitas pessoas procuram primeiro pela culinária de determinado lugar ao fazer uma viagem. O tipo de alimentação muda de país para país e, em alguns casos, até mesmo de região para região, como é o caso do Brasil. O que encontramos no Sul talvez não seja encontrado no Norte, ou comidas do Nordeste são desconhecidas no Centro-Oeste e por aí vai.

As comidas mudam conforme passam os anos e isso nos faz pensar sobre o futuro e o que irão se tornar os nossos alimentos. A tecnologia está acompanhando e transformando o mercado alimentício a uma velocidade que mal conseguimos acompanhar. Não é à toa, algumas das startups mais inovadoras do mundo estão nesse setor. Além disso, só em 2016, 257 negócios de compra de empresas tecnológicas em alimentação movimentaram US$ 5,7 bilhões no mundo todo. O que será que o futuro nos reserva à mesa? Segundo especialistas da consultoria EY, existem algumas coisas que poderão mudar.

Pensando um pouco sobre esse assunto, resolvemos trazer essa matéria. A redação da Fatos Desconhecidos buscou e listou para você, caro leitor, algumas hipóteses de como será a comida no futuro. Se você tem alguma outra aposta, manda pra gente nos comentários aí embaixo. Aproveite para compartilhar com seus amigos e, sem mais delongas, confira conosco a seguir e surpreenda-se.

Comida Líquida

Isso não é mais apenas opções para bebês. Empresas como a Soylent e a Ample estão desenvolvendo bebidas capazes de substituir refeições. Elas misturam ingredientes como algas modificadas por bioengenharia e inulina de alcachofra. Podemos imaginar como deve ser ruim se alimentar apenas de líquido, mas nutricionistas ainda não apontaram qualquer defeito nos benefícios para a saúde desse tipo de bebida, aprovados pela rigorosa vigilância americana.

Impressão 3D

Camada por cama, qualquer coisa pode ser transformada em líquido e depois sobreposta pode se tornar uma refeição saída de uma impressora 3D. Esse processo ainda é demorado, especialmente se uma refrigeração for necessária. Além do mais, é preciso criar um cartucho para cada grupo de alimentos, assim aumentando o custo e a complexidade. Embora exista comida de impressora 3D em restaurantes caros, a tendência deve chegar a outros mercados e ser mais acessível.

Insetos

Esse tipo de alimento seria barato, nutritivo e abundante. São as qualidades mais desejadas em qualquer item alimentício e esses insetos as atendem com louvor. A fabricante Exo lançou recentemente uma linha de barras feitas com farinha de grilos. A farinha contém 60% de proteína, mais cálcio do que o leite comum e os aminoácidos essenciais. É sem glúten e sem lactose. No entanto, são necessários 378 litros de água para produzir 72 gramas de farinhas de grilo. Os gafanhotos também estão no cardápio, assim como larvas de mosquitos e frutas.

E aí, o que você achou dessa lista? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria
Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+