Lugares e Construções

Conheça a casa mais solitária do mundo

0

Fotos de uma misteriosa casa, em meio a uma colina verde, tem circulado na internet recentemente. A residência, que fica em uma pequena ilha deserta, no arquipélago Vestmannaeyjar, no sul da Islândia, está cercada pela imensidão azul do oceano. Por ser única, a moradia acabou ganhando o título de “a casa mais solitária do mundo”.

O arquipélago Vestmannaeyjar é formado por um aglomerado de pequenas ilhas. A casa mais solitária do mundo foi erguida na Ilha Elliðaey (ou Ellirey). A icônica residência, que tem como jardim um vasto pasto verde, pertence a um lugar que permanece desabitado desde 1930, o que torna ainda mais a existência deste edifício incompreensível.

A ilha e a casa

Presente em um ambiente altamente misterioso, a origem da casa mais solitária do mundo foi distorcida e passou a ser banhada por rumores e teorias. Muitos, obviamente, são frutos da internet. Como admiramos a imaginação, buscamos alguns e, claro, ficamos extremamente surpresos.

De todas as suposições, a mais intrigante de todas envolve o fato da casa ter sido construída por um empresário excêntrico, que vem se preparando para um suposto apocalipse zumbi. Há também inúmeros comentários, que dizem que a propriedade pertence a um fanático religioso.

Alguns apontam até a cantora Bjork como proprietária. De acordo com os internautas, a artista havia adquirido a casa para poder descansar sem ser incomodada. Como a imaginação dos usuários é fertil, queremos ressaltar aqui que a gama de suposições chega a ser, praticamente, infinita e, por isso, seria impossível listar todos.

De todas as formas, nenhuma das teorias acima revelou-se verdadeira.

A verdade

Deixemos as teorias de lado. A casa mais solitária do mundo não pode e nem deve ser palco do imaginário. Por quê? Porque fomos em busca da verdade.

A residência não é nada mais que um pavilhão de caça. A estrutura foi construída na década de 1950, pela Associação de Caça Elliðaey, para hospedar os caçadores que vão à ilha para caçar papagaios-do-mar. Como uma associação de caça conseguiu erguer uma sede, ainda é um mistério.

Alguns acreditam que a sede é um resquício que poderia trazer de volta o comportamento de algumas famílias que viveram na Ilha Elliðaey. O local foi habitado até a década de 1930. A partir daí, os residentes decidiram se mudar para as regiões mais populosas da Islândia, em busca de melhores oportunidades.

No entanto, alguns retornavam ao local periodicamente para praticar a caça e a pesca. Talvez seja esse o motivo que incentivou a associação a instalar uma sede em meio a ilha. Embora o pavilhão de caça esteja em boas condições, a casa não é considerada o ambiente mais confortável do mundo.

Paz e silêncio

Viver no meio do nada tem suas vantagens, afinal, a paz e o silêncio reinam nestes ambientes. No entanto, aqueles que decidem usufruir da residência precisam desconsiderar o fato da casa não possuir luz e água encanada. Mesmo não tendo o essencial, a casa abriga uma sauna, que é alimentada por um sistema de coleta de água da chuva.

Como a Ilha Elliðaey é uma importante área de nidificação de petréis e outras aves marinhas, o lugar se transformou em uma reserva natural e passou a ser protegido pelas autoridades, mas, ironicamente, membros da Associação de Caça Elliðaey constantemente estão ali.

Aqueles que querem apenas admirar a beleza natural do lugar podem agendar passeios com as empresas de turismo que operam no arquipélago de Vestmannaejar. O passeio dura apenas um dia, pois não se pode pernoitar na sede da associação.

O maior parque de energia renovável do mundo terá o tamanho de Cingapura

Matéria anterior

Ladrões desmontam uma Mercedes na frente da casa dos proprietário

Próxima matéria

Você pode gostar