Conheça o bizarro caso da colônia em que as pessoas eram estupradas por "demônios"

POR Fatos Desconhecidos (Acervo)    EM Mundo Afora      26/08/15 às 17h23

A colônia cristã Manitoba é uma comunidade ultraconservadora formanda por imigrantes alemães, que rejeita a tecnologia e tenta se afastar da modernidade, vivendo ao máximo possível afastada do mundo dos "não crentes".

Mas não foram esses os motivos que fizeram com que ela se tornasse conhecida, mas sim um caso de dar arrepios. Durante muito tempo, as pessoas que viviam na comunidade boliviana acreditavam que demônios estupravam mulheres e crianças enquanto elas dormiam.

Por mais absurda que pareça a explicação, ela parecia ser a resposta mais lógica para o mistério. Ao acordar, muitas mulheres estavam com as roupas rasgadas e deitadas sobre os lençóis sujos de sangue e sêmen. Elas e outros membros da família não se lembravam de nada que poderia ter ocorrido.

Houve relatos de mulheres que dormiam vestidas e acordavam nuas, com o corpo coberto de digitais e até de uma jovem que acordou com o cabelo cheio de grama depois de sonhar que um homem a violentava em um campo. Além disso, todas elas acordavam com muita dor de cabeça e letargia.

As famílias trancavam as portas e um trabalhador da cidade vizinha de Santa Cruz chegou a montar guarda durante a noite, mas mesmo assim os demônios voltavam a atacar as mulheres.

"Imaginação selvagem feminina" ou "praga de Deus"

meinos

Uma das mulheres que sofria com os ataques pela noite decidiu contar às irmãs os episódios de terror vividos por ela e suas filhas de 17 e 18 anos, quando descobriu que as três não eram as únicas a sofrer com eles.

À princípio, quando os rumores se espalharam, a vítima chegou a ser acusada de mentir para esconder um caso, no entanto, novas vítimas foram surgindo.

Algumas pessoas classificaram o episódio como imaginação selvagem feminina, outros, que acreditaram nos ataques, disseram que se tratava de uma praga de Deus.

Nem mesmo ao pedir ajuda ao conselho de pastores, formado por um grupo de homens que governa a colônia, foi encontrada uma resposta ou solução para os ataques. As mulheres continuaram sendo visitadas por demônios durante a noite.

Resolução do caso

fantasma

Sem encontrar uma maneira de dar fim a violência, as famílias já haviam se resignado com a situação. Até que o caso foi finalmente esclarecido. Em junho de 2009, dois homens foram pegos tentando invadir uma casa da vizinhança.

Os dois acabaram entregando os colegas e no fim das contas um grupo e nove homens de Manitoba confessou estar estuprando as famílias da comunidade desde 2005. Os criminosos tinham idade entre 19 e 43 anos.

O mais bizarro era a estratégia usada por eles. Os estupradores se escondiam do lado de fora das casas e borrifavam uma substância sedativa pelos vãos das janelas drogando famílias inteiras.

Para isso, os homens usavam um spray desenvolvido por um veterinário da região, adaptado de um medicamento usado para anestesiar vacas. Por isso as vítimas e seus familiares não conseguiam se lembrar do que havia ocorrido.

Crime e castigo

crime

Foi apenas durante o julgamento que se teve noção do alcance dos crimes. Os criminosos não pouparam crianças, nem idosos. As vítimas tinham idade entre 3 e 65 anos. Além disso, há a suspeita de que até homens e meninos foram violentados.

Dois anos após a descoberta dos estupradores, o veterinário que fornecia a droga foi condenado a 11 anos de prisão. Os outros membros do grupo criminoso pegaram uma pena de 25 anos.

De acordo com as investigações, eles fizeram cerca de 130 vítimas, mas nem todos os casos de violência sexual foram incluídos no caso legal, por isso, a suspeita é que eles tenham violentado muito mais pessoas.

Fatos Desconhecidos (Acervo)
Acervo, matérias feitas antes do ano de 2015.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+