Ciência e TecnologiaCuriosidades

O novo golpe que está aterrorizando usuários do WhatsApp

0

Como todo mundo já sabe, o WhatsApp agora conta com dois tracinhos azuis, ao lados das mensagens enviadas, que acusam quando o usuário visualiza o texto enviado. Isso, claro, seria uma ideia maravilhosa, caso as pessoas não tivessem interesse em simplesmente ignorar os conteúdos e comentários que não interessam a elas, não é mesmo?

Pois então, aproveitando essa “pedra no sapato” do pessoal, os golpistas de plantão já pensaram e colocaram em prática mais uma falcatrua para enganar as pessoas. Por meio das redes sociais, bandidos da internet estão criando links falsos, que prometem programas capazes de bloquear a função da “mensagem lida” do WhatsApp.

Quando as pessoas clicam, no entanto, a vítima é direcionada a uma outra página, onde seus dados pessoais e o número de seu telefone são requisitados. Em troca dessas informações, a promessa é de que a pessoa receba um código que a permitirá fazer o download completo do suposto programa.

1

Acontece, no entanto, que existem letras minúsculas no final dessa página, que as pessoas não percebem ou, simplesmente, ignoram e que extremamente importantes. Aliás, é nesse ponto que o golpe acontece. uma vez que esse texto ilegível dia que a partir da primeira mensagem recebida, o usuário autoriza – automaticamente – uma cobrança de 4,70 reais por MENSAGEM RECEBIDA. Além disso, a cláusula ainda limita que a pessoa receba, no máximo, 25 MENSAGENS POR MÊS!



O golpe, aliás, foi descoberto pela empresa de segurança ESET. Os responsáveis pela descoberta afirmam que o ataca, ao contrário do que possa parecer, não tem como objetivo obter os dados do usuário, mas arrancar uma boa quantia em dinheiro deles. Segundo explicaram, no caso dos brasileiros, essa notícia é apenas um alerta para que as pessoas se previnam, já que o golpe ainda não chegou por aí. Mas vale a pena ficar atento, porque foram muitos os usuários do WhatsApp que caíram nessa “conversa” em vários outros países da América Latina.

Mas esse não foi o único “escândalo” revelado essa semana. Veja também sobre a falha gravíssima que permaneceu em todas as versões do Windows nos últimos 19 anos e que só agora foi corrigida e comunicada aos usuários.

10 dos países mais homofóbicos e intolerantes do mundo

Matéria anterior

O lado mais sombrio do “american way of life”, que está longe de ser como nos filmes

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos