Ensaio fotográfico mostra a cruel realidade dos veteranos de guerra

POR Natália Pereira    EM Entretenimento      17/04/18 às 18h52

A guerra deixa marcas profundas em todos que estão a sua volta. E, mesmo aqueles que saem "vitoriosos" dela, acabam traumatizados pelo resto da vida. Muitos filmes já se dispuseram a retratar a dor dos veteranos de guerra e acabaram tocando as pessoas. E, acredite, depois de sair com vida de uma batalha avassaladora e sangrenta, as suas feridas físicas são as mais fáceis de se curar.

Ver uma guerra estando fora dos campos de batalha já é perturbador e marcante. Agora, já parou para pensar como tudo isso pode ser ainda mais intenso para quem esteve de fato na luta? A batalha nunca termina realmente para um soldado. Quando está não se faz com armas toda a perturbação parece permanecer dentro de suas mentes. E o estresse pós-traumático (PTSD) gerado pode destruir suas vidas.

A luta interna de um veterano de guerra

A guerra é, por si só, algo perturbador que destrói a vida de todos que a vivenciam. Mas, quando pensam que a luta finalmente acabou e que podem voltar para casa, os veteranos de guerra são atormentados por um avassalador  estresse pós-traumático (PTSD). E, por consequência disso, muitos deles acabam tirando a própria vida. Dados de 2015 afirmam que cerca de 20 veteranos americanos acabam cometendo suicídio todos os dias. E com isso em mente, o fotografo Devin Mitchell resolveu criar imagens que retratassem a dor sentida por essas pessoas.

Fotografias

1.

2.

3.

4.

5.

6.

7.

8.

9.

10.

11.

12.

13.

14.

15.

16.

17.

18.

19.

20.

21.

22.

23.

24.

25.

26.

27.

Essas imagens mostram a visão deles depois de passarem pelo trauma da guerra. A lembrança de momentos que já não existem mais podem ser perturbadores para os veteranos que sobreviveram a luta. O que acharam?

Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento tem o único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+