• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Essa é a ciência por trás dos segredos dos seres humanos

POR Isabela Ferreira    EM Ciência e Tecnologia      02/01/18 às 18h39

É inevitável... Até a pessoa mais aberta do mundo possui seus segredos. É algo natural do comportamento humano. Temos a necessidade de guardar determinadas informações para nós mesmos, ou compartilhar com pessoas específicas. Você já contou um segredo para alguém e pediu para que a pessoa não comentasse com mais ninguém? Ou ainda, já foi convidado a guardar um? Com certeza, você não é e não será o único a fazer isso.

De acordo com recentes estudos realizados por pesquisadores da Universidade de Columbia, é normal que as pessoas tenham pelo menos, 13 grandes segredos ao longo da vida. Destes, é possível que 5 ainda sejam completamente secretos, não compartilhados com mais ninguém. Como se não bastasse, ainda há chances de que 60% deles tenham alguma relação com dinheiro. Seria este o seu caso?

O segredo que esconde os segredos

Enquanto estudava a respeito, Michael Slepian, que é professor de administração da Columbia Business School, definiu o conceito de "segredo" como: "uma intenção de ocultar informações de um ou mais indivíduos". Acontece que definir o termo é apenas uma pequena fatia do bolo. Um segredo em nossa mente é capaz de provocar contínuas ondas de hormônios que causam estresse, ocasionando diversas alterações físicas. Dessa forma, podemos desenvolver desde problemas gastrointestinais ou hipertensão arterial, até baixa imunidade e perda de memória... Dá pra acreditar?

A professora de psicologia de Notre Dame, Anita Kelly, trabalhou em uma pesquisa que contou com a ajuda de 86 de seus alunos que se voluntariaram para participar. O objetivo era investigar a saúde de cada um enquanto escreviam sobre alguns de seus segredos pessoais, imaginando três condições: um destinatário que poderia receber a carta com as revelações, outro que não poderia e um que poderia servir de confidente. Os resultados do estudo foram impressionantes.

Aqueles que escreveram a carta para um confidente aceitável, apresentaram menos problemas de saúde em um período de 8 semanas, do que aqueles que escreveram para alguém que supostamente, não poderia receber. Dessa forma, foi possível constatar que os segredos realmente influem em nossa saúde corporal/mental.

De acordo com Kelly: "As descobertas desafiaram a sabedoria convencional sobre os perigos de manter um grande segredo e sugerem que, em vez disso, o tipo de pessoa que é mais secreta simplesmente pode ser mais vulnerável à doenças do tipo".

Amenizando os efeitos

Bem, o fato é que escrever pode realmente ajudar a amenizar o peso de guardar segredos. Tal fato decorre do que podemos chamar de Efeito Zeigarnik, que descreve a melhor capacidade humana em se lembrar de atividades incompletas ou interrompidas, do que daquelas que já foram concluídas.

Por exemplo, você sabe que tem determinada pendência no trabalho e precisa, de um jeito ou de outro, resolver no dia seguinte. Dessa forma, é como se seu cérebro tivesse um mecanismo cognitivo que faz com que você pense nisso o tempo todo e não consiga descansar. Pode ser até que não consiga dormir por preocupação. Da mesma forma acontece com os segredos... Você pensa muito naquilo e não pode compartilhar com alguém para pedir ajuda.

É como se sua cabeça não pudesse descansar por completo. No entanto, quando você coloca tudo no papel, os pensamentos se acalmam. Assim, o segredo é melhor analisado enquanto você reflete a respeito no ato de escrever. Por mais que aquilo não seja compartilhado com ninguém além de você mesmo, pode ajudar.

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Próxima Matéria
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+