A ilha de Hunga Tonga é o mais novo pedaço de terra sob os oceanos. A ilha surgiu quase que do nada, em 2014, após uma erupção vulcânica. A erupção de Hunga Tonga-Hunga Ha?apai preencheu o espaço que havia entre o vulcão e a ilha inabitada de Hunga Ha?apai.

Foi assim que se formou essa nova ilha que é chamada de Hunga Tonga, mas que na verdade não possui um nome oficial. Os cientistas agora estudam fervorosamente sobre como as ilhas vulcânicas tomam forma. A oportunidade é tão única que uma equipe foi pessoalmente a ilha para explorar e ver de perto suas singularidades.

Ilhas vulcânicas

Publicidade
continue a leitura

Acontece que o surgimento dessas ilhas é um evento realmente raro. Hunga Tunga é a terceira ilha do tipo que aparece nos últimos 150 anos. O pior é que além de surgir de forma repentina, elas desaparecem da mesma forma. O processo de erosão, faz com que essas ilhas sumam rapidamente do mapa.

A maioria das explorações nessas ilhas acontece via satélite ou de forma aérea. No entanto, um grupo de cientistas e estudantes decidiu explorar a ilha de perto e em outubro do ano passado foram até o local. Com isso, foi possível colher dados mais específicos sobre os fatores de erosão e também sobre a elevação de rochas e todo o solo da ilha.

Ilha cheia de vida

Publicidade
continue a leitura

Uma das coisas que mais surpreendeu aos exploradores foi a forma como ilha rapidamente se tornou cheia de vida. Com tão pouco tempo de vida, os pesquisadores encontraram plantas em várias regiões. Provavelmente, proveniente da presença de pássaros no local. O que aliás, foi uma outra surpresa para os exploradores já que várias aves marítimas foram vistas e até mesmo uma coruja de celeiro solitária.

Infelizmente, como dissemos acima, a ilha pode desaparecer em alguns meses. Os pesquisadores confirmaram que o processo de erosão tem afetado toda a ilha e a própria chuva tem cooperado com isso.

Publicidade
continue a leitura

Os esforços estão voltados para a exploração máxima do local, enquanto isso ainda é possível. Já que essa é uma oportunidade rara e única para os pesquisadores.

E você, sabia que as ilhas podem surgir e desaparecer meses depois? Nos conte aqui nos comentários e aproveita para marcar os amigos.

Publicado em: 05/02/19 14h39