Inovação

Ethereum: a segunda criptomoeda mais valiosa do mundo

0

Ethereum é uma moeda digital única, também chamada de criptomoeda. Ou seja, é uma forma de troca que existe somente on-line, sendo que a Ethereum está entre as criptomoedas mais populares, perdendo somente para o Bitcoin desde outubro de 2021. Já o Bitcoin, por sua vez, se tornou sinônimo de criptomoeda.

Ele é motivo de muitas controvérsias, desde pessoas que acreditam ser o futuro de todo o dinheiro, até pessoas que acreditam ser apenas uma bolha imaginária. Então, como o Ethereum funciona?

O que é Ethereum?

Ethereum

Reprodução

Ethereum é apenas uma entre milhares de criptomoedas que surgiram nos últimos anos. Assim, essa nasceu de um grupo de 8 pessoas, estreando em 2015. A plataforma, ou a criptomoeda, é chamada de Ethereum , enquanto a unidade é chamada de ether. Por exemplo, 17 ether.

Dessa forma, Ethereum opera em uma rede descentralizada, ou livro-razão compartilhado e imutável chamado blockchain. Basicamente, blockchain é como um extrato de todas as transações que já ocorreram em uma criptomoeda. Assim, computadores da rede verificam as transações e garantem a integridade dos dados.

Logo, essa rede descentralizada é um dos atrativos do Ethereum e de outras criptomoedas. Isso porque, usuários podem fazer câmbio sem a necessidade de um intermediário, como um banco, o que significa que o câmbio é praticamente anônimo.

Além de ser uma moeda de troca, Ethereum pode fazer muito mais, como ser uma base para contratos digitais e mais.

O que o Ethereum faz?

Ethereum pode fazer uma série de funções, a primeira sendo de criptomoeda. Logo, você pode comprar e vender bens e serviços desde que a criptomoeda seja aceita como pagamento.

Em algumas plataformas, como Coinbase, você pode até guardar suas moedas em uma carteira digital, tornando-as menos suscetíveis a hackers, em teoria.

Você também pode realizar contratos digitais, aplicativos digitais, NFTs e finanças descentralizadas. No último caso, as pessoas podem evitar um controle centralizado, como de um governo, sobre seu dinheiro e outros bens.

De onde vem as moedas ether?

Desde outubro de 2021, havia cerca de 118 milhões de ether. Dessa forma, mesmo que novas moedas possam ser “extraídas”, o total anual é limitado. Isso é contrastante com o Bitcoin, que tem um máximo de 21 milhões de moedas que podem ser extraídas todos os anos.

Essas moedas são “extraídas” por uma rede de computadores que realizam cálculos matemáticos que desbloqueiam moedas ou partes de moedas.

Fonte: InfoMoney

Exorcismo: saiba como funciona o ritual

Matéria anterior

Gusttavo Lima se manifesta após mulher dizer que ele é pai de sua filha

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos