Curiosidades

Japão confirma primeiro caso de COVID associado à revezamento da tocha olímpica

0

Os organizadores das Olimpíadas de Tóquio revelaram, nesta quinta-feira, que um policial testou positivo para COVID-19, um dia depois de participar do revezamento da tocha olímpica, um dos eventos que marca a abertura dos jogos olímpicos. De acordo com uma recente reportagem, publicada pela CBS News, um dos veículos que realizaram uma cobertura sobre o assunto, este é o primeiro caso de transmissão do novo coronavírus conectado ao evento que precede as Olimpíadas.

O revezamento da tocha olímpica começou no dia 25 de março, na sede da prefeitura de Fukushima, nordeste do país. Conforme expôs a reportagem da CBS News, o policial, que tem aproximadamente 30 anos, foi designado no dia 17 de abril para controlar o tráfego na área da prefeitura de Kagawa, sudoeste de Tóquio. Segundo os organizadores dos jogos olímpicos, o policial apresentou os sintomas no dia seguinte.

As autoridades de saúde locais estão investigando o caso. Os organizadores do evento informaram à imprensa que o policial estava usando uma máscara e tomando todas as precauções necessárias.

Caso

O novo caso de COVID-19 surge em meio ao momento em que o Japão se prepara para declarar estado de emergência nas áreas metropolitanas ocidentais, ao redor de Osaka e Tóquio. A declaração deve ser feita amanhã, 23/04, pelas autoridades japonesas. Novas medidas devem ser impostas para impedir a transmissibilidade do vírus.

As últimas ações de contenção falharam em retardar o ressurgimento de novos casos. O país está em alerta, principalmente após uma nova variante – mais contagiosa – do vírus ter sido detectada detectada na Grã-Bretanha.

O Japão teve 541.496 casos e 9.710 mortes até a última terça-feira 20/04. Os dados, em comparação a outras nações, não são alarmantes, no entanto pode ser visto como uma ameaça na Ásia. Sem bloqueios e outras medidas de distanciamento social, os japoneses têm cooperado pouco.

Os organizadores das Olimpíadas disseram que todos os participantes e todos os oficiais atuantes estão tomando os cuidados necessários e que o mais novo caso de COVID-19 não afetará as etapas subsequentes do revezamento da tocha olímpica.

Tocha olímpica

De acordo com a reportagem publicada pela CBS News, o revezamento da tocha olímpica em Tóquio conta com a participação de 10.000 corredores. Os selecionados irão cruzar o Japão em quatro meses.

Como dissemos no início da matéria, o revezamento começou na sede da prefeitura de Fukushima, nordeste do país, no dia 25 de março, e terminanará com sua chegada do último corredor ao Estádio Nacional, no dia 23 de julho, data em que se iniciará a cerimônia de abertura das Olimpíadas.

Os organizadores dos Jogos de Tóquio e o governo do Japão seguem insistindo que os jogos olímpicos serão seguros e que se comprometem a cuidar não só dos atletas como também da população.

Conforme as informações que foram divulgadas pela reportagem da CBS News, as campanhas de vacinação no Japão avançam em passos lentos. “Acredita-se que a maior parte do país provavelmente ainda estará esperando pelas vacinas quando 15.000 atletas chegarem de todos os cantos do mundo neste verão para participarem dos jogos olímpicos”, revelou a CBS News.

Atualmente, apenas 0,7% dos japoneses foram vacinados.

É possível treinar para ser uma pessoa da manhã?

Matéria anterior

Cientistas redescobrem uma espécie rara e selvagem que pode salvar o café da mudança climática

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.