icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


Lentes de contato que corrigem daltonismo finalmente são desenvolvidas por cientistas

POR Diogo Quiareli EM Ciência e Tecnologia 18/03/20 às 16h00

capa do post Lentes de contato que corrigem daltonismo finalmente são desenvolvidas por cientistas

Você já ouviu falar sobre daltonismo? Também conhecido como discromatopsia, essa é uma perturbação da percepção visual. Ela é caracterizada, pela incapacidade de diferenciar algumas cores. Geralmente, quem sofre de daltonismo não consegue entender o que é verde e o que é vermelho, quando olham para as cores. Geralmente, esse problema é genético, embora possa também ser o resultado de alguma lesão nos olhos ou uma lesão neurológica. O daltonismo pode dificultar o aprendizado de quem sofre e também a execução de atividades rotineiras, como comprar frutas, escolher roupas e até mesmo atravessar o sinal. Recentemente, um óculos para corrigir isso foi criado.

Pesquisadores da Universidade de Tel Aviv, em Israel, desenvolveram lentes de contato que podem corrigir a deuteranopia. Essa é a forma de daltonismo que impede a pessoa de diferenciar as cores verde e vermelho. De acordo com um artigo publicado pela equipe na revista científica da Optical Society of America, esse aparato é personalizável. O óculos pode se tornar uma maneira conveniente e confortável para essas pessoas. Eles afirmam que a invenção pode sim ajudar as pessoas a enxergarem as cores da maneira correta. Confira conosco mais detalhes sobre esse avanço tecnológico.

Cientistas criam óculos que corrigem o daltonismo

"problemas em distinguir vermelho de verde interrompem rotinas diárias simples, como saber se a banana está verde ou madura". Essa foi uma afirmação de Sharon Karepov. O estudioso é membro da equipe de pesquisa. "Nossas lentes de contato usam dispositivos baseados em elipses de ouro de tamanho nano-métrico. Isso, para criar uma maneira personalizada, compacta e durável de solucionar deficiências". Os especialistas, para desenvolver a tecnologia, precisaram incorporar as metassuperfícies, compostas por filmes finos fabricados de forma artificial e projetados com propriedades ópticas.

Isso tudo feito em lentes de contato já prontas. Após os testes, isso deu certo. Com base em simulações de daltonismo conduzidas pela equipe, as novas lentes podem restaurar de forma considerável o contraste perdido. Com isso, melhorar a percepção. Segundo os cientistas, já existem óculos baseados nesse conceito de correção no mercado. No entanto, eles são significativamente maiores.

"Como o elemento óptico proposto é ultrafino e pode ser incorporado a qualquer lente de contato rígida, tanto deuteranopia quanto outros distúrbios da visão, como erros de refração, podem ser tratados em uma única lente". Essa foi uma afirmação clara de Karepov. Antes que as lentes possam ser comercializadas, são necessários testes clínicos. Os especialistas afirmaram estar bastante ansiosos para notar o efeito nas pessoas que sofrem com daltonismo.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo, pois seu feedback é extremamente importante para nós. Aproveite para compartilhar com seus amigos e fazer um tour pelas curiosidades do nosso site.


Próxima Matéria
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest