• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Lobos canadenses estão sendo transportados para os EUA em uma missão especial, entenda

POR Leticia Rocha    EM Mundo Animal      08/03/19 às 18h48

Toda semana, nós, aqui da Fatos, publicamos alguma matéria, ou algumas, que falam sobre os impactos da ação humana na natureza. E bom, aqui está mais uma dessas matérias. Pode parecer que uma coisa não tem nada a ver com a outra, mas nós vamos te mostrar que sim. Na tentativa de reequilibrar a ordem natural, os lobos canadenses estão sendo enviados para os Estados Unidos.

Acontece que o animal já habitava a região, mas por conta de um reflexo do aquecimento global, eles não conseguiam mais chegar ao local. E por isso foi preciso intervir de forma direta na distribuição dos animais.

Superpopulação de alces

O Parque Nacional Isle Royale, dos EUA, está sofrendo com a superpopulação de alces. Isso aconteceu depois que os lobos deixaram a região. Você deve estar se perguntando o que o aquecimento global tem a ver com isso. Acontece que o parque fica em uma ilha que era conectada ao continente por uma ponte de gelo que se erguia por cerca de 50 dias. Acontece que com o aquecimento global, a ponte de gelo se tornou menos confiável, o que deixou os lobos perdidos. Aos poucos, eles foram deixando o parque, e a população que era de 50 lobos, caiu para apenas 2 em 2016.

Com a ausência dos lobos, a população de alces cresceu mais do que o normal. O que isso tem de errado? Acontece que os alces poderiam começar a competir com os herbívoros por comida e isso poderia causar ainda mais mortes. É comum que no mundo animal as explosões populacionais causem um grande número de mortes por conta da fome. É um verdadeiro desequilíbrio no ecossistema.

Reintrodução dos lobos

É por conta dessa superpopulação de alces que os especialistas decidiram intervir e reintroduzir os lobos. É por isso que quatro lobos canadenses já foram enviados para o local. Além de ser uma forma de conter a superpopulação, é também uma maneira de cooperar para a preservação dos lobos. Mas não é só isso, o objetivo introduzir outros 14-24 lobos nos próximos três anos.

Mas não pense que basta apenas pegar alguns lobos e enviá-los para o local. É preciso escolher bem os animais que serão reintroduzidos no parque. Os animais não podem ser velhos, nem muito jovens e em hipótese alguma podem estar feridos. Afinal, os animais estão sendo colocados em um ambiente que até então é inédito e isso é estressante. Além disso, os lobos vivem em família e quando vão para o local, estão deixando a sua e indo viver com animais até então desconhecidos. Por isso, é preciso cuidado no momento de escolher qual animal irá para o parque.

E você, o que pensa sobre essa tentativa humana de reequilibrar o ecossistema? Nos conte aqui nos comentários. Aproveita e marca aquele amigo que é super ligado aos problemas relacionados ao aquecimento global. E se você gosta de textos parecidos com este, pode encontrar mais na nossa categoria Mundo Animal. Lá você vai encontrar vários artigos não só sobre lobos e alces, mas sobre vários animais.

Próxima Matéria
Leticia Rocha
Jornalista e aprendiz de Dani Noce. No insta é ticia_rochaa
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+