Notícias

Lutador brasileiro imobiliza homem após ser atacado por falar português nos Estados Unidos

0

Renzo Gracie se encontrou em uma situação que milhares de pessoas passam em algum momento de suas vidas enquanto visitam um país diferente do seu: xenofobia. Ele foi atacado por um homem dentro de uma estação de metrô, em Nova York, nos Estados Unidos, pelo simples fato de falar português. No entanto, o homem não imaginava que estava atacando um lutador de jiu-jitsu.

O caso aconteceu na última semana, segundo a página Choke Lab. Assim, a página afirma que o suspeito se manifestou de forma preconceituosa com o atleta carioca após ouvi-lo falando português.

‘Fale inglês aqui’

Renzo Gracie e um colega de treino estavam voltando da academia e conversavam normalmente em português entre si. Então, foram abordados por um homem que gritava “Fale inglês aqui”. O homem teria acusado o atleta de jiu-jitsu de falar mal dele em outra língua.

Ainda de acordo com a página de artes marciais, o lutador estrangulou o agressor e fez com que ele pedisse desculpas pela sua prática xenofóbica. “Não consigo respirar”, foi o que o agressor disse após Gracie agir.

“Você é um cara legal. Por que você está fazendo isso? Por que você é tão indelicado?”, perguntou Renzo Gracie após escutar o pedido de perdão. Dessa forma, o atleta ainda comentou na publicação da página Choke Lab. “Não foi uma briga. Foi um momento educacional”, escreveu o carioca.

Além disso, ele compartilhou um post de Rener Gracie, que também é lutador na família. “Se alguém tiver contato com o agressor, avise que não estamos procurando por ele, pois Renzo já lhe deu a lição mais importante que ele vai receber na vida”.

Xenofobia

A xenofobia é o conceito que define a aversão, hostilidade ou ódio contra pessoas que são estrangeiras ou são vistas como tal. Assim, esse tipo de preconceito se tornou comum por conta do grande fluxo de migrações que têm acontecido nas últimas décadas.

Por exemplo, na Europa, árabes e muçulmanos sofrem de xenofobia com maior regularidade, enquanto nos Estados Unidos, mexicanos e latinos em geral são os maiores alvos. No Brasil, também existe esse problema, principalmente contra imigrantes venezuelanos e haitianos.

Homem rejeitado joga bebida em lutadora

Reprodução

Um homem rejeitado na Tailândia se sentiu tão incomodado com a situação que se achou no direito de reagir de forma agressiva. O que ele não esperava era que a mulher na qual ele jogou sua bebida é uma boxeadora.

Assim, a boxeadora é Pareploy Saeaia. Já o homem rejeitado é um funcionário de um hotel que não foi identificado, segundo o Daily Mail. Ambos se envolveram em uma briga numa rua de Huai Khwang, em Bangcoc, na Tailândia.

A briga começou em uma loja de alimentos quando o homem tentou brindar com a mulher. No entanto, ela não quis participar da brincadeira, o que irritou o funcionário. Em seguida, ele despejou o copo sobre a cabeça da mulher, que partiu para cima do homem rejeitado com golpes e chutes profissionais.

Sendo assim, esse momento tenso foi capturado por câmeras de segurança e, após chamar a atenção dos funcionários, foi postado nas redes sociais. Posteriormente, o homem e a lutadora foram à delegacia.

Então, o homem rejeitado pediu desculpas à mulher e ambos retiraram as queixas. Mesmo assim, não conseguiram escapar de uma multa no valor de 1.000 baht, que equivale a aproximadamente R$ 160. O homem foi multado por sujar a Pareploy com sua bebida enquanto a mulher recebeu multa no mesmo valor por agressão.

Consequências

O Swissotel Bankok Ratchada, hotel em que o homem trabalhava, decidiu demitir o funcionário por conduta imprópria. A medida foi comunicada por meio de uma nota à imprensa.

Fonte: BHAZ

iPhone 14: inovações que a Apple trouxe na nova linha

Artigo anterior

Médico fica pelado em posto de gasolina, tenta atropelar funcionários e é preso

Próximo artigo