Notícias

Motos elétricas são sucesso de vendas, economia e sustentabilidade

Motos elétricas são sucesso de vendas, economia e sustentabilidade
0

Embora a moto elétrica tenha sido criada em 1870, inicialmente movida a energia e vapor, apenas recentemente as pessoas passaram a priorizar o veículo como meio de mobilidade. Dito isso, a venda e o emplacamento de motos elétricas chamou bastante atenção nos últimos meses.

Dados levantados pela Federação Nacional de Distribuição de Veículo Automotores (Fenabrave) revelaram que, até maio deste ano, 3.062 motos elétricas haviam sido emplacadas no Brasil. O número torna-se gritante quando comparado com as 313 unidades do mesmo período no ano passado.

O crescimento nove vezes maior do que no ano anterior aponta uma nova tendência de consumo. Ao passo que o cenário brasileiro é constantemente afetado pelo aumento dos preços de combustíveis e com ONU dando um ultimato quanto à emissão de gases nocivos, ficou estabelecido que sustentabilidade não é mais uma opção, é uma necessidade.

Aliás, esse apelo ecológico possui um peso bastante significativo em São Paulo, por exemplo, lugar no qual as motos convencionais, com motores à combustão, ocasionam 21% emissões no trânsito. Ênio Santos, adepto de motos elétricas, explica a razão de sua escolha.

“Vendi meu carro e fiquei dois anos andando de patinete. Como eu precisava percorrer distâncias mais longas, preferi investir em uma moto elétrica. Eu comprei também pela sustentabilidade, ser um carro a menos na rua, menos poluição. Tudo isso fez com que eu optasse por um veículo elétrico”, contou o personal trainer.

Motos elétricas e sustentabilidade

Fonte: Capitalist

De acordo com Flávia Consoni, professora do Departamento de Política Cientifica e Tecnológica do Instituto de Geociências da Unicamp, apesar das motos elétricas corresponderem a um pequeno percentual se colocadas no nível de emissão de gases globais, elas são um forte indício de que os consumidores estão dispostos a mudar de atitudes.

“É um hábito. Muda-se o hábito. Agora, você não para mais no posto, você tem que conectar numa tomada e por serem levíssimos [veículos como scooters, motos, patinetes] é muito mais fácil também”, disse a pesquisadora. Além disso, Consoni explicou que essa mudança comportamental de consumo pode afetar até mesmo as empresas. Visto que a sustentabilidade tem se tornado uma exigência do mercado, empresas que trabalham com entregas, por exemplo, já devem começar a rever seus princípios.

No entanto, nem tudo são flores. Daniel Guth, pesquisador em políticas de mobilidade urbana e diretor executivo da Associação Brasileira do Setor de Bicicletas (Aliança Bike), pontuou que as motos elétricas não possuem um rastro zero de poluição.

“As motos à combustão não representam a maioria dos nossos deslocamentos, mas a contribuição delas é muito alta para emissões na queima de combustível. Então essa substituição apenas da matriz energética já é muito importante do ponto de vista ambiental. O lítio não se compara nem perto com o que vem da indústria do petróleo”, explica o especialista.

O aumento do uso de elétricos

Motos elétricas são sucesso de vendas, economia e sustentabilidade

Fonte: Motociclismo Online

Um relatório publicado no mês passado pela Agência Internacional de Energia (IEA) mostrou que, para que o uso de elétricos siga crescendo, será necessário diversificar a fabricação das baterias e minerais utilizados. Assim como citado por Guth, o lítio utilizado nas baterias das motos elétricas impacta o ambiente, mesmo que em menor escala que o petróleo.

Contudo, a indústria pode reaproveitar o lítio dessas baterias. De acordo com Guth, é possível transformá-lo em vários produtos, como lâmpadas de iluminação solar, baterias industriais e nobreak. No entanto, para que tudo isso seja possível, empresas e consumidores precisam passar pela estruturação de uma política de logística reversa.

Portanto, é preciso buscar desde já uma forma de lidar com o descarte ou substituição de peças das baterias de motos elétricas comercializadas entre 2019 e 2020. Essa é uma discussão que não deve ser postergada.

Fonte: G1

‘Stranger Things’ promove luta entre Eleven e Vecna em trailer do Volume 2

Matéria anterior

Menina de 3 anos é esquecida em van escolar e vai parar em oficina

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos