• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Nascimento milagroso dá esperança para espécie de araras azuis até então extintas

POR Diogo Quiareli    EM Mundo Animal      15/03/19 às 18h03

O mundo está vivendo tempos difíceis e algumas espécies de animais estão sendo totalmente extintas. No ano de 2018, nos deparamos com a notícia de que o rinoceronte-branco do norte está totalmente extinto, visto que o último macho morreu no Quênia. Outra notícia triste veio mais recente ainda, com o anúncio de extinção de outra espécie. A ararinha do Spix, conhecida como ararinha azul do filme Rio, junto com outras 8 espécie, foi incluída na lista de animais totalmente extintos do seu habitat. As causas da extinção dessas araras estão agregadas ao aumento do desmatamento, caça furtiva e indiferença para com a preservação responsável por diversas criaturas que habitam o guacamayo, lugar condenado e que foi usado como um modelo para um dos filmes animados mais populares da Fox: Rio.

A notícia dessa extinção foi extremamente comentada nas redes sociais. A notícia foi trending topic em todo o mundo após confirmada por sites sérios, como o National Geographic. No entanto, recentemente, uma notícia deu esperanças ao mundo. A Associação de Ornitófilos e Aliados do Paraguai, em um esforço conjunto, conseguiu uma proeza. Eles conseguiram reproduzir espécimes em cativeiro tentando criar e repovoar as aves azuis na floresta do Paraguai.

Se esse plano for concluído com sucesso, em dez anos eles poderão ser liberados para repovoar o seu habitat natura. Dezenas de exemplares da espécie ainda vivem em cativeiro doméstico, no entanto, conforme Gustavo Espínola, responsável pela organização: "o nascimento deste problema é um passo gigante para salvar espécies selvagens e arara bebê está em perfeita saúde". Essa notícia está dando esperanças para o mundo e, principalmente, para os protetores dos animais.

Animais em extinção recentemente

Alguns animais entraram em extinção e deixaram de viver para sempre em 2018. Você, provavelmente, deve ter visto a notícia de alguma espécie que deixou de existir em nosso planeta. Esses possivelmente não serão mais vistos no futuro, ou seja, foram totalmente aniquilados do planeta. Listamos alguns exemplos capazes de nos entristecer. Confira a lista.

Gritador-do-nordeste

O Gritador-do-nordeste, nome dado ao cientificamente conhecido como Cichlocolaptes mazarbarnetti, é uma espécie de ave pertencente a família Fornariidae, também extinta em 2018. Ela costumava ser encontrada no Brasil, mais precisamente nos estados de Alagoas e Pernambuco. Alguns autores acreditam que ela esteja extinta há mais tempo, visto que os últimos registros oficiais foram feitos em 2007. Estudiosos acreditam que a chance de sobrevivência dessa ave seja de apenas 0,1.

Puma Oriental

Esse felino também foi oficialmente extinto. Ele costumava vagar pelas florestas, montanhas e pastagens em diversos estados a leste do Mississippi. Ele foi dado como extinto após vários anos sem ser visto. Acreditam que o último animal da espécie a ser morto, faleceu há 80 anos.

Rinoceronte-branco do norte

O último rinoceronte-branco do norte macho morreu no ano de 2018. Ele reduziu totalmente sua população no mundo inteiro. Até esse ano, só havia 3 animais da espécie, sendo 1 macho e 2 fêmeas. O macho se foi e agora não há mais como procriar mais.

Orangotango-de-tapanuli

Essa é uma espécie originária de Sumatra, na Indonésia. A espécie foi descoberta em 2017 e, graças aos seres humanos, já enfrenta o terror da extinção. Isso tudo por causa da caça, seja esportiva ou não.

E aí, o que você achou dessa lista? Um absurdo estarmos perdendo a nossa fauna assim, né? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Via   Vix  
Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+