Curiosidades

O homem que morou em um shopping

Michael Townsend Shopping
0

Já imaginou você visitar o apartamento de um amigo para assistir a um filme ou colocar os assuntos em dia e a polícia bater na porta, mandando todo mundo sair? É uma situação assustadora e você deve achar que tem a ver com tráfico ou crimes ainda piores. Mas, no caso do Michael Townsend, o motivo dessa cena foi outro.

Em 2007, Michael estava mostrando seu apartamento para uma mulher quando, de repente, três homens apareceram em sua porta. Ele acabou sendo detido sem explicações por esses homens, que nem eram policiais. Na verdade, eles eram seguranças do shopping! Então o que estava acontecendo? 

Boom de shopping

Essa história começa em 1999, época em que tivemos um boom de construções de shoppings na maior parte do mundo. Em Providence, no estado de Rhode Island, não foi diferente. O shopping Providence Place tinha acabado de ser construído, ocupando um espaço de aproximadamente 130.000m². 

Eram 160 lojas espalhadas pelo shopping, custando 500 milhões de dólares na época. Tudo foi planejado para ser um destino único com o objetivo de revitalizar a cidade. Então, durante a construção, um morador local e também artista chamado Michael Townsend percebeu algo fora do comum. 

A sala vazia

Todos os dias, Michael fazia uma rota de corrida que passava por perto de uma das partes da construção. Então, durante a construção, ele notou que tinha uma secção que não fazia sentido.

Havia duas grandes paredes que não se tocavam, formando uma lacuna entre elas. Ao olhar por dentro dessa abertura, Michael viu que o espaço estava vazio. Era um espaço com um formato estranho demais para ser uma loja e também muito angular para ser estacionamento.

Parecia ser um erro de design, que chegou a surgir como consequência das outras áreas ao redor. Era estranho, mas Michael não pensou muito nisso.

Fort Thunder

Fort Thunder comuna de artistas

Reprodução

Então, se passaram quatro anos e outro grupo de desenvolvedores começou a olhar a cidade de Providence após o sucesso do primeiro shopping. Depois de uma pesquisa extensa, escolheram o distrito histórico de moinhos da cidade. Isso porque iria rejuvenescer e reconstruir a cidade.

Mas, por incrível azar, era ali que Michael morava com seus amigos, também artistas. Eles moravam em um antigo armazém conhecido como Fort Thunder e os demais moradores até fizeram protestos contra a construção naquele local.

Contudo, depois de dois anos, tudo foi em vão e o local virou um estacionamento. Isso teria deixado muita gente para baixo, mas Michael se inspirou. Na época, ele era professor de desenho e fundou até um movimento chamado Tape Art, ou arte de fita adesiva.

Então, ele pediu ajuda aos seus amigos artistas e, depois de muita discussão, decidiram criar um projeto que destacaria o tamanho do espaço inutilizado em prol do desenvolvimento do varejo sem sentido na cidade.

Acabariam tentando viver por uma semana dentro do shopping Providence Place, então era necessário achar um lugar protegido dos olhos dos seguranças e dos visitantes. Foi aí que Michael se lembrou do espaço estranho que ele viu 6 anos atrás. 

Morando no shopping

Michael Townsend Shopping

Reprodução/The Providence Journal

Depois de limpar e mobiliar o espaço de 70m², decidiram tentar morar lá indefinidamente. Lentamente construíram uma casa lá dentro, com energia e tudo mais. Todos os oito artistas fizeram um acordo de não compartilhar o espaço com mais ninguém para manter esse segredo.

A emboscada

Contudo, tudo mudou quando Michael foi mostrar o espaço para uma artista visitante. Os seguranças finalmente viram a movimentação um tempo antes, esperando que todos estivessem fora para entrarem e identificarem os culpados. Naquele dia, fizeram a emboscada. 

Michael foi acusado de vários crimes, mas quando o Juiz viu a lista de tudo que ele conseguiu colocar dentro do apartamento, decidiu desconsiderar aquilo como crime de tanto que ficou impressionado. Ele foi solto, mas até hoje está proibido de entrar no shopping.

A maquiagem mortal da Rainha Elizabeth I

Matéria anterior

Alianças: como surgiu a tradição

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos