Curiosidades

Objeto parecido com iPhone foi achado com esqueleto de dois mil anos

0

A arqueologia é a ciência responsável por estudar culturas e civilizações do passado. E através das descobertas arqueológicas, vestígios de antigas sociedades e culturas são descobertos. E assim, podem compreender melhor como viveu determinado povo, quais eram seus hábitos e costumes e, até mesmo, o que levou ao seu fim.

Ela parece ser um ramo do estudo que nunca vai descansar por tanto trabalho que faz ao redor do mundo em busca de achados e novas descobertas para a humanidade. E são justamente essas novas descobertas que fazem com que os pesquisadores e cientistas queiram continuar desvendando todos, ou pelo menos grande parte, os segredos dos nossos ancestrais e do nosso passado.

Quanto mais descobertas são feitas, mais perguntas surgem. E a humanidade fica cada vez mais ansiosa por respostas.  E por mais que os arqueólogos sempre estejam a procura de algo, algumas descobertas podem surpreendê-los.

É comum para a arqueologia encontrar fragmentos de ossos que demarcam existências passadas. Mas, às vezes, ela encontra uma anomalia ou algo perturbador e inacreditável demais para passar despercebida. Algumas dessas descobertas podem dar um grande trabalho para os arqueólogos.

Objeto

O fato é que muitas das coisas que os arqueólogos desenterram do chão são bastante diretas e objetivas, isso quer dizer que sabemos exatamente o que nossos ancestrais fizeram com arco e flechas por exemplo. Mas, ocasionalmente, aparecem coisas que deixam especialistas se perguntando, “o que é isso?”.

Como por exemplo, como um iPhone foi parar nos restos mortais de uma mulher enterrada há dois mil anos? A equipe de arqueólogos, liderada por Pavel Leus, revelou os restos mortais de uma mulher que viveu há mais de 2.100 anos. Os restos foram encontrados na República de Tuva, na Rússia.

Junto com os restos mortais, foi achado um objeto estranho muito parecido com um iPhone. Mas claro que o objeto não poderia ser, de verdade, o smartphone desenvolvido pela Apple. Até porque a primera geração de iPhone foi lançada no dia 29 de junho de 2007.

A tumba estava debaixo d’água. No entanto, ela foi descoberta nos meses de seca, em uma área deserta cheia de vestígios.

É claro que o objeto estranho encontrado com a mulher não era de fato um iPhone. Na verdade, era uma fivela de cinto com pedras preciosas.

Artefato

De acordo com Leus, a mulher desenterrada tinha uma fivela de 18 por 10 centímetros incrustada com turquesa, madrepérola e cornalina. Além disso, a fivela tinha moedas chinesas da dinastia Wu Zhu. Foram essas coisas que ajudaram os arqueólogos a determinar a datação do objeto. Ele é de 2.137 anos atrás.

Kylie Jenner é a celebridade mais bem paga de 2020. Veja com o que ela gasta seu dinheiro

Matéria anterior

Cientistas decobriram um monte de novos animais

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.