Os 21 piores métodos de execução e tortura ao longo da história [Matéria Especial]

POR Magno Oliver    EM Terror & Sobrenatural      16/09/15 às 14h36

Algumas pessoas já deram sorte em escapar da justiça por terem cometido algum tipo de crime. Aqui no site da Fatos Desconhecidos, nós já exibimos para você 5 criminosos de guerra nazistas que escaparam da justiça (Clique aqui e confira a matéria).

Pensando nos métodos mais clássicos de execuções e castigos já encontrados, separamos para você uma lista com os piores métodos de execução e castigo da história. Alguns deles são famosos e conhecidos pelos seus requintes de crueldade. Confira:

1 - Decapitação

sword-01

Um dos métodos que mais foram utilizados na Europa como forma de castigo foi a execução com um único golpe na nuca para degolar a vítima. Antes, esse processo era feito pelo carrasco manuseando uma espada, mas durante a Idade Média, começaram a usar o machado e o cepo(famoso tronco escavado).

Além disso, eles implementaram um apoio para a cabeça do condenado e assim facilitar a decapitação. Tempos mais tarde é que esse evento teve um "upgrade", digamos assim, no final dos anos 1700, ganhando popularidade por conta da Revolução Francesa.

Surgiu a Guilhotina, um método de castigo que degolava os condenados de forma mais rápida e indolor. A última execução utilizando o método foi registrada em 1977.

2 -  Crucificação

crucificacao
Outro método de castigo bastante utilizado pelos romanos. É uma forma de morte mais lenta, dolorosa e considerada bastante humilhante. Depois do caso de crucificação de Jesus Cristo, o método tornou-se bastante popular em alguns lugares.

Antes de ser crucificado, o condenado era espancado e tinha a obrigação de carregar a própria cruz até o local de execução. Em seguida, ele era colocado no topo da cruz, onde era amarrado ou pregado.

A morte só ocorria por conta da asfixia que a posição parada causava e além do fator de exposição ao sol e chuva, durante dias.

3 - Enforcamento Composto

hangdrawquarter
Esse método de castigo é considerado uma das piores formas de execução. Além de enforcar, ele consiste em arrastar o cadáver e desmembrar suas partes. O país que mais utilizou este modo de castigo e execução foi a Inglaterra.

O condenado era arrastado a céu aberto pelas ruas, até chegar ao local de sua execução recebendo lixo e animais mortos jogados pelas pessoas. Assim que era enforcado, o carrasco pegava uma faca e ia abrindo o abdômen da vítima, puxando todos os seus órgãos para fora. E isso tudo enquanto ele ainda estava com vida.

4 - Cozimento em Vida

SANTA INQUISIÇÃO056 A Voz Do Desmanipulador
Sim, cozinhar em vida. A vítima era colocada em um caldeirão enorme e era cozinhada viva. Um método de castigo muito utilizado em décadas passadas, em Madagascar. Eles tinham o costume de pendurar a pessoas pelos pés e submergí-la até a cintura em água fervente.

Uma outra preferência era colocar o condenado em um buraco e, em seguida, dois canos jorravam água quente preenchendo o buraco. O corpo ficava exposto da cintura para cima e a vítima morria cozida viva.

5 - Escafismo

M56om56a
O escafismo é considerado um método horrível de castigo. A pessoa tinha que ingerir, obrigatoriamente, leite e mel até ficar com diarréia. Em seguida, o corpo era untado com mel e jogado em um bote de madeira, ficando pés, mãos e cabeça expostos.

A intenção é atrair insetos como abelhas, mosquitos, vespas para devorarem a pessoa ainda viva. Enquanto passavam os dias, a pessoa era alimentada mais ainda com mais leite e mel para que tivesse mais diarréia.

Aos poucos o método fazia com que a carne apodrecesse vagarosamente, levando uma morte lenta e dolorosa. Esse processo está descrito na biografia de Artaxes II, de Plutarco. No episódio, Mitríades teve uma morte que durou cerca de quase 20 dias, por ter assassinado Círo.

6 - Desmembramento

021
Outro método muito utilizado e considerado comum na Europa. O condenado tinha as partes superiores e inferiores do corpo amarradas a quatro cavalos, alinhados em quatro direções diferentes.

Um homem dava o sinal para eles correrem e o condenado tinha seus membros arrancados pela força da corrida. E não bastava só arrancar os membros, os cavaleiros saiam com os cavalos arrastando as partes decaptadas por quilômetros para exibir à população como forma de exemplo caso eles não seguissem as leis impostas.

7 - Bestiaria

damnatio2
Esse método de castigo consiste em fazer com que a pessoa condenada lute até a morte contra algum animal escolhido, pode ser uma vaca, um leão, um tigre etc. A Bestiaria era muito utilizada na Roma Antiga.

O condenado era enviado nu e sem nenhum tipo de arma para a arena e tinha que se defender da fera escolhida e tentar salvar sua vida. Uma prática semelhante a dos gladiadores, a diferença é que eles podiam usar armas como escudos, lanças, espadas e recebiam dinheiro para tal atividade.

8 - Serrote

Tortura-Serrote
Um método doloroso de castigo e execução. O serrote foi considerado como um dos mais sangrentos da Idade Média. O castigo consistia em amarrar a vítima de cabeça para baixo em dois postes de madeira.

Logo depois, o indivíduo tinha o corpo serrado ao meio com um grande serra, que começava a dividir o corpo a partir das partes genitais. O objetivo deste método de castigo é deixar a vítima de cabeça para baixo para que o cérebro continue sendo irrigado de sangue e o condenado permaneça em consciência plena, aumentando mais ainda a dor do castigo.

9 - Garrote Vil

1201px-Garrote_Execution_-_1901
O Método de castigo garrote vil é muito usado na Espanha e em suas colônias, além da Itália no período da idade média e o início da idade moderna. O Garrote é uma cadeira onde se tem um poste logo atrás que funciona como um encosto.

Há uma correia presa a uma grande alavanca que , quando é girada, estrangula a vítima pelo pescoço até a morte.

10 - Forca

6963470
Esse é considerado um dos mais populares e presentes em grande parte de diversos países. O enforcamento existem em três modalidades. A primeira delas é uma das mais usadas, onde o enforcamento é praticado com uma corda longa.

O condenado é atirado de um lugar alto e o corpo fica pendurado, daí então ocorre a quebra da espinha e a morte é provocada imediatamente. O segundo usa uma corda mais curta. A vítima é jogada e estrangulada em um alçapão aberto. O terceiro surgiu nos Estados Unidos.

Uma forca que amarra a corda no pescoço do condenado e o levanta usando um guindaste.

11 - Andar Sobre a Prancha do Barco

plank_thumb[2]
Esse foi um costume que se tornou muito popular no imaginário das pessoas por conta de filmes de pirata, como Peter Pan, entre outros. O castigo sobre as pranchas era praticado por piratas, corsários e marinheiros nos séculos XV, XVI e XVII.

Eles faziam uma pessoa andar nela até cair e ser devorada por tubarões em volta da embarcação.

12 - Esmagamento por Elefante

65-6511-DJO6100Z

Esse é um castigo de peso. O castigo com pisadas de elefante foi empregado com frequência no Sudeste Asiático, em maior frequência na Pérsia. O castigo consistia em deitar a pessoa no chão e fazer com que um elefante esmague ela com a pata.

Como eles eram bem treinados, não chegavam a hesitar quando o dono dava o comando para que a pessoa fosse pisoteada.

13 - Asa de Águia

imag0984

Esse método de castigo é bem curioso. O método Asa de Águia era muito utilizado na Europa Nórdica e consistia em fazer dois grandes cortes ao lado da coluna vertebral, nas costas da vítima.

Depois do corte, eles puxavam as costelas para fora e faziam com que se parecessem com asas. Para piorar, eles puxavam o pulmão para fora e jogavam sal nas feridas. O castigo era doloroso e fazia com que a vítima sofresse por horas.

Os nórdicos eram famosos por castigos extremamente dolorosos.

14 - Esmagamento Manual

crushing
Essa é uma modalidade semelhante ao castigo do elefante. O esmagamento manual foi uma técnica que durou muito tempo na humanidade. O castigo era feito usando um monte de pesos que foram colocados sobre o corpo do condenado debaixo de uma grande tábua.

O esmagamento manual foi muito utilizado na América, Europa e era usado para tirar a confissão de uma vítima. Muitas pedras pesadas eram colocadas sobre o corpo do condenado até ocorrer a morte por asfixia.

15 - Castigo do Pneu

Fogo-em-Shantyville-Kingsbury-Run.-Foto-de-1938-The-Cleveland-Press-Collection-Eliot-Ness-queimou-para-que-não-houvesse-mais-mortes
Esse método é bem tóxico e quente. Outro método cruel de castigo o utilizado com pneus. A queima com o objeto era muito usado na África e até no Brasil. O método consiste em envolver a vítima em pneu, derramar algum tipo de líquido inflamável e atear fogo.

O objetivo é morrer sendo consumido pelas chamas.

16 - Ling Chi

3e05a89936b858f3214660998da575a4
Esse método foi muito utilizado na China e é conhecido como Ling Chi ou "Morte Lenta" ou "Morte por Mil Cortes". Esse método aterrorizou muitas pessoas e consistia em amarrar a vítima em um poste de madeira, cortar um pedaço de sua carne e os olhos eram vazados para aumentar a dor.

No final, ele tinha seu corpo esquartejado com mil cortes de forma dolorosa e humilhante.

17 - Touro de Bronze

BrazenBullPergamon98
O Touro de Bronze foi criado para deleite dos carrascos e foi feito sob ordem do tirano Akgragas, na Sicília, pelo metalúrgico Pirillos. O animal em bronze era feito para caber uma pessoa dentro.

O condenado era colocado lá dentro e, em seguida, era ateado fogo sob o animal de bronze. Eram feitos buracos na cabeça do bicho metálico para que os gritos da vítima parecessem com o mugido de um touro. A fumaça da queima saía pelo nariz.

O mais curioso desse método de tortura foi que a primeira cobaia do touro foi o próprio Pirillos.

18 - Gravata Colombiana

Hannibal-Episode-1-11-R-ti-hannibal-tv-series-34613549-4256-2832

Esse método de castigo foi muito popular entre os cartéis de drogas na América Latina, na Colômbia. Em lugares como o México, a Gravata Colombiana serve como execução e guerra psicológica.

O método consiste em cortar a garganta da pessoa e puxar a língua pelo orifício aberto com o corpo exposto em local aberto para que outras pessoas possam ver.

19 - Roda de Despedaçamento

Scaphism
Esse método foi considerado um dos piores já empregados durante a Idade Média. A roda de despedaçamento é popularmente conhecida como Catherine Wheel. Eles deitavam sobre uma roda e o carrasco golpeava os membros da vítima até quebrar os ossos.

O objetivo era quanto mais partes atingir sem mostrar sangue, mais elogios eram atribuídos. Depois da tortura, o condenado tinha os membros enrolados nos aros da roda, ficando exposto durante dias.

A ausência de sangramento tinha o objetivo de impedir que o condenado morresse de hemorragia. O corpo ficava exposto ao sol para ser consumido até os olhos.

20 - Fogueira

bruxas-inquisic3a7c3a3o-mulheres-fogueira

Esse método de castigo foi muito usado pelo tribunal de inquisição e ficou historicamente famoso. A fogueira era utilizada como viés de humilhação que ateava fogo no condenado em praça pública.

As queimas eram realizadas em conjunto, onde eles usavam 3 ou 4 pessoas ao mesmo tempo. Os condenados eram obrigados a usar uma camisola molhada com enxofre para evitar a morte por inalação de fumaça. Esse modo garantia que a pessoa morresse queimada.

21 - Esfolamento

P9120002
O esfolamento era considerado um método doloroso e temível a olho nu. O indivíduo era pego e amarrado deitado ao chão, tendo sua pele retirada aos poucos. Eles tinham muito cuidado para não rasgar a pele, pois o objetivo era colocar o material esfolado em local público, para que as pessoas pudessem ver.

Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+