Mundo Animal

Peixe bizarro com cabeça transparente foi capturado em imagens raras

0

Os peixes são encontrados nos mais variados ambientes aquáticos. Eles se caracterizam por ser o grupo mais numeroso e diverso de vertebrados. Justamente por essa diversidade toda é que, às vezes, pode-se encontrar um peixe que surpreenda e espante todos.

Ademais, esse fato não surpreende ninguém, visto que a imensidão dos oceanos é o lar de um número incontável de criaturas de todos os tipos. Além de ter fenômenos curiosos, o oceano é uma das partes mais inexploradas da Terra.

Nesse ínterim, um desses achados surpreendentes aconteceu a milhares de metros abaixo da superfície da Baía de Monterey, perto da Califórnia. Os cientistas conseguiram imagens de um peixe com a cabeça translúcida e bulbosa e olhos verdes que enxergam através da sua testa.

Peixe

Conhece-se esse animal como peixe olho de barril e ele raramente é visto. Tanto que, os pesquisadores do Monterey Bay Aquarium Research Institute (MBARI) avistaram a espécie somente nove vezes. Isso, mesmo tendo enviado seus veículos operados remotamente (ROV’s) mais de 5.600 vezes no habitat desse peixe.

Na semana passada, uma equipe de cientistas implantou o ROV Ventana da MBARI e avistou o peixe olho de barril suspenso na água.

“Na época, o ROV estava navegando a uma profundidade de cerca de 650 metros no Monterey Submarine Canyon, um dos cânions submarinos mais profundos da costa do Pacífico. O olho de barril primeiro apareceu muito pequeno à distância, mas eu soube imediatamente o que estava olhando. Não poderia ser confundido com qualquer outra coisa”, disse Thomas Knowles, um aquarista sênior do Aquário da Baía de Monterey.

Avistamento

Nesse momento do avistamento, toda a sala de controle do ROV ficou ansiosa. Contudo, Knowles manteve a câmera do ROV em foco ao mesmo tempo que Knute Brekke, o piloto do ROV, mantinha o veículo na mesma direção.

“Todos nós sabíamos que esta provavelmente era uma experiência única na vida, uma vez que a criatura esquiva é vista muito raramente”, disse Knowles.

Quando o peixe foi iluminado com a luz do ROV, seus olhos reluziram em um verde brilhante e podiam ser vistos facilmente através do escudo claro e cheio de líquido que cobre a cabeça do peixe.

Segundo o MBARI, os olhos são incrivelmente sensíveis à luz e podem se orientar diretamente para cima, em direção ao topo da cabeça do peixe, ou diretamente para a frente. Além disso, duas cápsulas de cor escura ficam em frente aos olhos do peixe com seus órgãos que ele usa para cheirar.

Raridade

Esses peixes vivem na zona crepuscular do oceano, aproximadamente entre 200 e mil metros debaixo da água. Essa é uma região onde o mar mergulha em uma escuridão completa.

Com resultado disso tudo, do habitat e raridade de avistamentos desse peixe, os cientistas tem pouca noção de quantos animais desses existem nas profundezas dos oceanos.

“Não temos controle sobre o tamanho da população, exceto em um sentido relativo”, disse Bruce Robison, um cientista sênior do MBARI.

O peixe olho de barril é menos abundante do que os outros peixes, que são vistos com mais frequência na zona crepuscular, como por exemplo, o peixe-lanterna ou bocas-de-bico.

Observações

Baseando-se em observações anteriores feitas por pesquisadores do MBARI, em 2008, os cientistas concluíram que os peixes olho de barril ficam quase imóveis enquanto eles aguardam as presas desavisadas passarem por eles, como por exemplo, o zooplâncton e as águas-vivas.

Quando esse peixe aponta seus olhos verdes para cima, ele pode identificar as silhuetas das suas presas. Além disso, o pigmento verde do seu olho, provavelmente, ajuda a filtrar a luz solar da superfície do oceano.

“Muitos aspectos de sua história natural permanecem desconhecidos. E muito do que se pensa que se sabe sobre eles é baseado em especulação”, disse Robison.

Fonte: Science Alert

Imagens: Twitter, YouTube

Melhores criadores de site

Matéria anterior

As compras de fim de ano podem ter um resultado catastrófico

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos