Mundo Afora

Pica-pau fica preso em cabelo de mulher nos EUA

0

Uma mulher foi ajudada pelo irmão depois de um pica-pau ter ficado preso em seu cabelo. O fato ocorreu em Sanford, na Carolina do Norte (EUA), depois de Brittany Bronson, 32, verificar se o pássaro estava bem após colidir contra uma das janelas da casa onde mora.

“O parapeito estava na altura dos olhos, então eu andei para inspecionar a ave e ela meio que pulou, voou para o topo da minha cabeça”, lembra Brittany, de acordo com informações do tabloide Daily Mail.

@theghostofbeverlydrive Reply to @frozenshenanigans ♬ original sound – Britt

“Tive sorte de ser apenas um filhote, porque não era agressivo como um adulto”, afirmou. “Ele ficou no meu cabelo por menos de cinco minutos.”

Sem conseguir tirar a ave do cabelo com as próprias mãos, ela foi até à residência do irmão, que ficou surpreso com a cena: “Por que essa coisa está na sua cabeça?”, perguntou.

Brittany relatou que o irmão segurou a ave com uma das mãos e com a outra gentilmente a afastou dos cabelos dela.

@theghostofbeverlydriveSo this just happened.♬ original sound – Britt

Depois da remoção, os dois irmãos colocaram o pica-pau em uma árvore nas proximidades. No entanto, como nenhuma ave adulta se aproximava dele, resolveram acionar o serviço de resgate especializado.

“Eles me disseram que pica-paus como este ficam com os pais até o outono e continuam sendo alimentados pela boca”, disse Brittany. “Então sem mamãe e papai, ele não sobreviveria.”

Ninguém saiu ferido do incidente e o pica-pau ficou sob os cuidados de um centro de reabilitação local para animais.

Pica-pau está destruindo o maior taco de hóquei do mundo

Foto: Reprodução

No mês de abril foi noticiado outra história inusitada envolvendo um pica-pau. Jornais locais informaram que um pássaro dessa espécie teria ficado duas semanas destruindo um monumento único do Canadá. Trata-se do maior taco de hóquei do mundo, que fica em frente ao centro comunitário da cidade de North Cowichan.

Os administradores locais ficaram aflitos com a possibilidade da ave fazer um buraco de tamanho considerável na estrutura de madeira de cerca de 28 kg.

Esse fato incomum também chamou a atenção de moradores locais e observadores de pássaros, que se juntaram para tentar descobrir o que motivou tal destruição. De acordo com Marion Martin, em entrevista a uma emissora de TV, “achei que ele estava procurando insetos, mas agora não tenho certeza”, disse.

Já Ann Nightingale, uma observadora de pássaros, alegou que “o buraco que ele está fazendo lá é definitivamente uma cavidade para um ninho”.

O estrago feito pelo animal só foi percebido quando uma patinadora que treina no local encontrou uma lasca de madeira no chão. Após isso, uma equipe preencheu o buraco com palha de aço. No entanto, a medida não teve o efeito desejado, já que o pica-pau puxou a palha de aço e voltou a aumentar a abertura no taco.

Placa de aço

Foto: Reprodução

Para tentar solucionar o problema, a equipe colocou uma placa de aço em cima do buraco para evitar as picadas da ave. Mas, mesmo assim, o pica-pau voraz mostrou que não iria desistir e escolheu outro ponto do taco de hóquei para fazer um novo buraco.

Na tentativa de encontrar uma solução definitiva, alguns observadores de pássaros tiveram a ideia de fazer um ninho próximo ao taco. Mas informaram que os pica-paus podem ser bastante exigentes e não aceitem a sugestão.

Também cogitaram encher o buraco com lascas de madeira. Com isso, o pica-pau poderia acreditar que estaria trabalhando arduamente e não conseguiria concluir o buraco.

Já os administradores do centro comunitário realizaram outra inspeção no taco gigante, na expectativa de que o pica-pau tivesse encontrado um local para fazer um ninho e estabelecer a família em segurança, mas provocou estragos na estrutura.

Essas tentativas foram considerando que o taco é um marco icônico da região e os moradores não querem que ele seja destruído.

Fonte: R7, Meio Norte

A Eleven da vida real era russa

Matéria anterior

Respirar pela boca afeta dentes e até mesmo o humor

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos