História

Por engano, catadores de lixo recolhem bomba da 1ª Guerra Mundial

0

É preciso ter muito cuidado com os objetos que se leva para casa… Na Inglaterra, por exemplo, um casal de catadores de lixo pensou ter tirado a sorte grande ao encontrarem o que parecia ser um botijão de gás. No entanto, o artefato era uma bomba da 1ª Guerra Mundial.

Eles levaram o objeto para casa, e quando descobriram do que realmente se tratava, foi necessária a evacuação da residência do casal e de outras 30 pessoas ao redor, durante os trabalhos do esquadrão antibombas.

Fonte: Reprodução / Facebook

Busca explosiva

Como já é de rotina, Rachel e Simon estavam recolhendo resíduos no bairro Knaresborough, que fica na cidade de York, no norte da Inglaterra. De repente, eles se depararam com o que aparentava ser um botijão de gás antigo.

Ainda que o objeto estivesse sujo e com poucas chances de funcionar, o casal levou o item para casa. Durante esse trajeto de 1 km, os catadores passaram por várias lombadas e demais balanços. Isso pode ser perigoso até para o transporte de um verdadeiro botijão de gás, imagine para uma bomba da 1ª Guerra Mundial.

Chegando na residência do casal, a dupla limpou o artefato e perceberam o risco que correram. “Estava espumando, a casca estava borbulhando. Foi estranho e assustador”, relata Rachel ao Jornal The Guardian.

Sendo assim, coube aos catadores chamarem o esquadrão antibombas para prevenir um desastre. A equipe de especialistas, assim que chegou no local, pediu para que o casal e outras 30 pessoas da vizinhança se retirassem de suas casas. Além disso, também foi colocado um cordão de isolamento que protegia um raio de 100 metros.

Fonte: Travis Saylor

Quem analisou e descartou a bomba foi a Equipe de Descarte de Explosivos, vinculada ao exército inglês. De acordo com Rachel, essa é a primeira vez que uma coleta rotineira demanda uma ajuda militar de tanto peso. “Encontramos algumas coisas realmente estranhas, incluindo uma máquina de costura de 1898, carrinhos, dinheiro, sapatos, todo tipo”.

Ainda segundo a catadora, ela imagina que a bomba veio à superfície por conta das inundações que têm atingido a região. “Imagine se as crianças tivessem encontrado, pegado e jogado. É impensável”, reflete ela.

Por fim, a moradora de York se disse incrédula com o que passou: “Tínhamos isso em nosso carro, uma bomba, e estávamos passando por lombadas também”.

101 bombas

Em Honiara, capital das Ilhas Salomão, a situação teve uma tensão ainda maior que o caso de York. Enquanto cavava uma fossa, um morador local descobriu 101 bombas da 2ª Guerra Mundial. O episódio aconteceu em maio do ano passado.

Imediatamente, ele acionou as autoridades locais para a remoção do artefato altamente explosivo, processo que demorou dois dias para se concluir. Para a sorte de todos, ninguém se machucou em mais um evento do tipo nesse arquipélago do Oceano Pacífico.

Fonte: Twitter / Reprodução

A propósito, as Ilhas Salomão sediaram diversos conflitos entre americanos e japoneses. Nesse sentido, o uso de projéteis de 105 mm era comum na época, principalmente por parte dos Estados Unidos.

Uma semana antes da descoberta das 101 bombas, também em Honiara, um artefato antigo gerou uma tragédia enorme. O objeto perigoso estava debaixo de um fogão, quando de repente, explodiu. No acidente, duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas.

Por isso, a população clama para que o governo do país se esforce para encontrar bombas, granadas, minas e projéteis. Sendo assim, o poder público consegue descartar os artefatos de risco antes que um cidadão encontre.

Assim que as 101 bombas foram encontradas, o esquadrão antibombas fez esse trabalho de busca ao redor da fossa. Logo, não acharam nada parecido, o que confortou os moradores ao redor. Nesse sentido, seja nas Ilhas Salomão, seja no Brasil, é fundamental acionar as autoridades caso o cidadão encontre algum objeto com suspeita de ser explosivo.

Fonte: UOL, R7.

Fã de Johnny Depp gastou US$ 30 mil para acompanhar julgamento com Amber Heard

Matéria anterior

Vendedor de canetas brasileiro se torna milionário aos 26 anos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos