• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Que mancada! Confira os 10 erros científicos mais grosseiros de Hollywood

POR Thamyris Fernandes    EM Curiosidades      04/10/14 às 17h41

Quando um filme está sendo produzido, não só cenários, atores e figurinos são importantes para a produção. É preciso estudo detalhado da época em que a história está sendo ambientada. Além disso, é válido também que diretores, produtores e toda a parte responsável pelos roteiros conheçam pelo menos um pouco sobre física e química, para evitar gafes.

Mas, mesmo que o pessoal de Hollywood garanta que essas pesquisas sejam feitas detalhadamente, inúmeros erros científicos e históricos podem ser notados em filmes de muito sucesso, que provavelmente envolveram vários especialistas em sua criação. Algumas dessas falhas, como você vai ver abaixo, chegam a ser hilárias de tão grosseiras! (Veja também os erros de Hollywood que você provavelmente nunca havia notado).

Confira:

1. Homem-Aranha

1

O erro que aparece nos filmes do Homem-Aranha é de origem de científica. Isso porque, de acordo com quem entende do assunto, a cada 100 metros de fios de teia lançados, o herói perderia 3% de seu volume corporal, assim como acontece com as aranhas! Só no filme de 2012, O Espetacular Homem Aranha, que o enredo se preocupa em mostrar Peter Parker criando as teias artificialmente e as guardando na altura do pulso, em cápsulas, assim como acontecia nos quadrinhos.

2. O Dia Depois de Amanhã

2

No filme, como todo mundo deve ter notado, as cidades começam a ser inundadas quase que instantaneamente. Acontece que, para inundar uma cidade igual a Nova York, seria preciso derreter, de uma vez só, 75% do gelo da Antártida!

3. Os Vingadores

3

No filme, assim como em muitos outros, a explosão de carros parece ser comum. Mas, na verdade, isso é bem difícil de acontecer na vida real. Para que um carro exploda, segundo especialistas, é preciso que chamas muito intensas entrem em contato com a parte de fora do tanque, fazendo a gasolina evaporar, até criar uma explosão por causa da pressão excessiva.

4. Gladiador

4

"Mamma! I soldati!", essa frase - se você não lembra - é gritada pelo filho do gladiador Maximus, quando sua casa estava sendo atacada. É exatamente a questão do idioma que ficou estranha: o menino diz a frase em italiano, com a pronúncia perfeita, em um filme em que todo mundo está falando em inglês e que retrata uma época em que a língua usada era o latim!

5. Guerra nas Estrelas

5

Mesmo sendo um filme icônico, a verdade é que o longa conta com vários erros, especialmente relacionados à ciência. Dentre as falhas mais notáveis, estão as explosões no espaço, que são impossíveis em um lugar onde não existe oxigênio!

Além disso, o som - no meio do espaço sideral - não poderia se propagar, tornando impossível que o barulho das naves (e até das supostas explosões) fossem ouvidos. Outro problema: os sabres de luz não poderiam existir pelo simples, uma vez que até hoje ninguém conseguiu "domar" a luz.

6. Maria Antonieta

6

Quem viu o filme notou - sem sombra de dúvidas - a agonia de Maria Antonieta, que não recebia "atenções especiais" do marido. No enredo, aliás, a situação foi explicada sugerindo que o rei era gay. Mas, de acordo com registros históricos, o que realmente se passava era que o órgão de Luís XVI era de um tamanho "desproporcional" - se é que vocês entendem... - e o de Maria Antonieta (coitada), era estreito demais, o que causava mais dor que alegrias à mulher.

7. Planeta dos Macacos

7

No filme de 1968, uma nave de humanos cai no planeta Terra, aproximadamente 2 mil anos depois da humanidade ter deixado o lugar. Assim, o que os "visitantes" encontram é uma sociedade de macacos superdesenvolvidos, que dominam o planeta.

De acordo com a história, esse desenvolvimento "relâmpago" de uma espécie para uma fase tão evoluída seria impossível! Nossa espécie, por exemplo, levou mais de 150 mil anos até chegar a um estágio tão avançado de inteligência. Muitos cientistas devem ter criticado esse fato no filme, até porque em sua segunda versão - Planeta dos Macacos: A Origem (2011) -, esse equívoco é corrigido e devidamente explicado.

8. Jornada nas Estrelas

8

A mesma "gafe" pode ser notada na série dos anos 60 e no filme, lançado em 2009. Para quem não notou, o problema está no momento em que a tripulação da nave espacial anda normalmente sob gravidade zero! Como estamos cansados de ver em documentários e em outros registros de viagens ao espaço, é impossível se manter fixo quando a gravidade não exerce seu papel, como na Terra.

9. 10.000 A.C.

9

O erro desse filme chega a ser divertido. Isso porque o longa mostra que homens usavam mamutes para construir pirâmides...mas, além de não ter registros da "domesticação" dos mamutes, não havia pirâmides naquela época, só em torno de 1.500 A.C.

10. Melancolia

10

Acreditem, se um planeta estivesse perto de atingir a Terra, como a história do filme conta; nossa vida viraria do avesso e seria impossível não notar que algo muito ruim estaria prestes a acontecer. Conforme especialistas, marés inundariam boa parte da terra antes do choque, pedaços do planeta ficariam sem água, a atmosfera seria atraída, matado todo mundo asfixiado. Além disso, temos tecnologias suficientes para prever uma colisão desse porte com décadas de antecedência.

Próxima Matéria
Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+