• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Um dia toda a população terá câncer

POR A redação    EM Ciência e Tecnologia      05/07/14 às 23h36

Diariamente o corpo humano produz bilhões de células novas. Ele faz isso a partir das células já existentes no corpo, durante essa reprodução podem haver erros. O corpo evita esses erros buscando as falhas e isolando-as das demais.

É claro que esse sistema de defesa não é perfeito, quando uma célula faz uma cópia com problemas ela passa pelo sistema de defesa, um câncer pode surgir. Essa célula defeituosa pode começar a se reproduzir, tomando o lugar das células saudáveis, até que destrua o órgão ou a região do corpo onde está e até mesmo se espalhar para o resto do corpo.

Dependendo de qual falha ocorreu na hora de realizar a cópia do DNA para a nova célula, em alguns casos a falha no DNA pode destruir a nova célula, pois ela não possui estruturas para se reproduzir. Mas pode ocorrer o contrário e uma simples falha de reprodução em uma parte minuscula do DNA pode iniciar o processo que desencadeia em um câncer maligno, capaz de se espalhar e destruir diversas estruturas necessárias para a vida humana.

O verdadeiro problema
doidinho

Pelo fato do câncer surgir de falhas na reprodução das células, ele se torna uma doença extremamente complicada de ser tratada, pois duas pessoas podem ter um câncer no mesmo lugar e ele ser completamente diferente um do outro.

O câncer, além de surgir espontaneamente devido a problemas genéticos, pode ser "ajudado" pelo ambiente em que a pessoa vive. As comidas, os produtos consumidos, o ambiente, enfim, quase tudo que nós fizemos na vida influencia nosso corpo, criando mais (ou menos) chances de um câncer ocorrer.

Estudos atuais mostram que uma a cada cinco pessoas, que morrem nos EUA e Europa, sofrem com o câncer. Pequenos grupos dentro dessas grandes sociedades, que tem outros hábitos, possuem taxas bem diferentes de mortes por câncer. Ou seja, um grande número de casos de câncer pode ser evitado ou, pelo menos, adiado com a mudança de hábitos das pessoas, mas estamos percorrendo um caminho que não podemos escapar.

Antigamente, no século XX, os seres humanos tinham uma expectativa de vida que ficava perto dos 30 anos de idade. Nessa época, quase ninguém morria de câncer, pois a alimentação era mais natural e todo mundo era menos sedentário. Só que outro fator muito importante era a idade, porque muitas pessoas simplesmente morriam antes de um câncer poder se desenvolver.

A verdade é que, com o passar do tempo, nosso corpo vai ficando menos eficiente em lidar com os problemas, isso inclui o desenvolvimento de células cancerígenas. Conforme nossa expectativa de vida sobe (hoje está perto dos 60 anos), a quantidade de câncer também aumenta e isso não se deve apenas aos problemas com alimentação e ambiente.

O livro Molecular Biology of the Cell revela que, conforme nós formos tendo vidas mais longas, o número de pessoas que irão sofrer de câncer aumentará radicalmente, pois isso é algo inevitável que a idade avançada traz. Ou seja, nós estamos caminhando para um momento em que as pessoas vão viver tanto, que seu corpo, bem cuidado ou não, desenvolverá um câncer, pois isso é algo natural.

Próxima Matéria
A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+