Muitas vezes, a primeira coisa que vem a nossa mente quando o assunto é a Austrália são as criaturas mais bizarras que fazem parte de sua fauna. O país é o lar de crocodilos monstruosos e da maior população de cobras venenosas do mundo. Entretanto, alguns de seus animais mais perigosos podem te surpreender.

De acordo com um novo relatório emitido pelo Australian Bureau of Statistics, os animais que mais causaram mortes não foram espécies de tubarões, cobras, aranhas ou um crocodilo, mas vacas e cavalos. Estes animais foram responsáveis por cerca de 77 mortes entre 2008 e 2017. Muito mais do que todos os outros já citados juntos.

Vacas e cavalos?

Publicidade
continue a leitura

Outros mamíferos ficaram em segundo lugar na categoria dos mais mortais, representando cerca de 60 mortes humanas, seguidas por 27 mortes que foram causadas por vespas, abelhas e outros insetos. Tubarões e outros animais marinhos foram responsáveis por 26 mortes. Cobras e lagartos 23 , cães, 22 e os crocodilos fizeram 17 vítimas.

Um outro estudo, revelou que nos EUA, lar de animais como cobras, lobos e ursos, também tiveram como animais mais mortais mamíferos domesticados. Estatisticamente os australianos não devem se preocupar tanto com isso, em geral.Um relatório de 2017, mostrou que mais de uma a cada 10 mortes registradas foram causadas por doenças cardíacas e não por animais.

Publicidade
continue a leitura

Mortes relacionados à doenças como o Alzheimer, são a segunda principal causa de morte no país, depois de um aumento de 68% nos casos na última década. Isso representa mais 13 mil mortes apenas em 2017. Doenças cerebrovasculares, respiratórias, câncer de traqueia, brônquios e pulmão completam o ranking das cinco principais causas de morte.

Publicidade
continue a leitura

As taxas de morte causadas por autoflagelação aumentaram cerca de 9% no país em 2017 e ocupou o 13º lugar das causas de morte no país, com mais de 3 mil vítimas.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Publicado em: 29/11/18 13h36