Curiosidades

6 hábitos que aceleram o processo de envelhecimento

0

A vida é feita de ciclos, disso todos nós sabemos. O básico, que todos seguimos, é o seguinte: nascemos, crescemos e morremos. No entanto, é sabido também que a vida é muito mais do que isso. Nesse meio tempo, realizamos várias conquistas. Conhecemos pessoas, nos transformamos em pessoas melhores ou piores. Enfim, realizamos uma infinidade de coisas.

No entanto, o  envelhecimento é algo normal e inevitável. Com o tempo, nosso corpo vai decaindo, é natural da vida de qualquer ser vivo. Mas também sempre ouvimos que o nosso corpo é o nosso templo e por isso temos que cuidar bem dele.

Claro que isso é uma verdade e ter e manter hábitos saudáveis é uma coisa essencial para que as pessoas mantenham a saúde em dia. Além do mais, os bons hábitos favorecem o tempo natural de envelhecimento do organismo e retardam a diminuição de determinadas funções ou atividades.

Justamente por isso que se livrar de alguns hábitos ruins tem como resultado uma melhor saúde corporal e um metabolismo funcionando em dia. Mostramos aqui alguns dos hábitos que aceleram o processo de envelhecimento.

1 – Beber pouca água

Se hidratar é uma coisa fundamental para a manutenção da saúde e o funcionamento pleno de determinados órgãos, como por exemplo os rins. Por isso que consumir pouca água não apenas causa desidratação no organismo, como também favorece o aparecimento de cálculo renal. E a falta de hidratação também é prejudicial na eliminação de algumas toxinas.


2 – Fumar

Fumar é prejudicial para a saúde por vários motivos. O cigarro prejudica o funcionamento dos pulmões, diminuiu a capacidade de oxigenação e ainda é um fator de risco na contaminação do coronavírus.

Como se tudo isso não fosse o bastante, ele também provoca alguns distúrbios no metabolismo. E uma exposição longa ao cigarro pode acabar levando a um infarto agudo do miocárdio, câncer de pulmão e doença pulmonar obstrutiva crônica.

3 – Se alimentar mal

Ter uma dieta desequilibrada é um dos hábitos que mais prejudica o organismo como um todo. Dentre os alimentos, aqueles ricos em gorduras e açúcares são verdadeiros vilões e ajudam para o colesterol. E uma má alimentação pode resultar em uma indisposição, cansaço e falta de concentração.

4 – Dormir mal

Durante o sono vários hormônios são produzidos somente nesse momento. Por conta disso, as noites mal dormidas são bastante prejudiciais para a saúde. E os impactos que isso causa vão desde um balanço energético, a um aumento de apetite e diminuição do gasto calórico, até a capacidade que o corpo tem de distribuir a glicose sanguínea. Isso pode aumentar o risco de diabetes tipo 2.

5 – Exposição ao sol sem protetor

Tomar sol é importante e benéfico para a saúde do corpo, mas isso tem que ser feito na medida certa. Ou seja, tomar pequenas quantidades diárias de sol ajuda na produção de vitamina D. Contudo, a exposição de maneira prolongada e frequente aumenta o risco de contrair um câncer de pele.

6 – Sedentarismo

A falta de exercícios físicos regularmente tem como consequência o desenvolvimento da obesidade e diabetes tipo 2. Além disso, essa falta também tende a desencadear a hipertensão. E quando ela não é controlada, ela pode evoluir para um AVC ou infarto.

8 alimentos que nunca devem ser guardados em recipiente de plástico

Matéria anterior

7 cervejas e cervejarias criadas por mulheres

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos