7 alimentos que você devia parar de comer imediatamente

POR A redação    EM Curiosidades      08/09/15 às 17h19

De fato uma alimentação saudável proporciona qualidade de vida, pois faz nosso corpo funcionar adequadamente respondendo a todas as funções e é uma das melhores formas de prevenção para qualquer doença. Você já deve ter escutado aquela frase "você é o que você come", mas muitas pessoas tem receio dessa afirmação, até porque nem tudo o que comemos nos faz bem.

Mas, infelizmente muitos ainda se preocupam mais com a estética do que com a saúde e é onde estão os maiores índices de desequilíbrio alimentar. Não adianta ter o corpo que deseja se o que você come não é tudo que seu corpo precisa para uma vida saudável. Não é verdade?

Aparentemente inocentes, há alimentos que estão em várias dietas e são considerados pela maior parte da população como saudáveis, mas podem fazer com que você ganhe peso e, pior, ainda desenvolva doenças. Fizemos uma lista dos 7 alimentos que você deve evitar!

Carnes processadas

carne-processed-linked-diabetes-processadaSegundo um estudo realizado, os pesquisadores concluíram que de 26,344 mortes, o alto consumo de carne processada foi responsável por 3,3% deles. Isso mesmo! A carne tem grande quantidade de gordura e alto nível de nitritos e nitratos. E de acordo com evidências, nitritos e nitratos em carnes processadas podem aumentar chance de aparecimento de câncer no estômago.

Existe riscos biológicos, onde microrganismos patogênicos (destacando-se as bactérias e fungos) podem causar doenças e intoxicações alimentares. O que muitos não sabem é que as carnes processadas são totalmente pobres em proteínas. Como as carnes são perecíveis, elas precisam de substâncias que prolonguem sua vida útil para sejam comercializadas e consumidas antes de estragarem. Porém, o composto que é utilizado para dar essa sobrevida às carnes é o nitrito/nitrato, que é inserido no processo de cura do item. Não exagere!

Margarina

margarina-1
Vista como uma alternativa saudável para a manteiga, a gorduras trans da margarina, coloca em risco para doenças cardíacas e diabetes, e são muito piores do que a gordura saturada natural que você vai encontrar em manteiga. Por isso pode ser precipitado a frase nas embalagens de margarina "0 em gordura trans".

A verdade é que os óleos e gorduras parcialmente hidrogenados não existem na natureza. São produtos da indústria de processamento de alimentos; versões modificadas dos óleos e gorduras naturais. A indústria alimentícia adora as gorduras trans. Isso porque os alimentos à base dessas gorduras e óleos hidrogenados possuem um prazo de validade muito maior.

Cereais

o2Já reparou no que sobra no saquinho quando acaba o cereal? Açúcar puro! Pode ser uma boa fonte de energia, já que cada grão do cereal é um grão de milho, mas só. Você sabia que é possível conseguir a mesma quantidade de carboidratos em outros alimentos, como pão integral e mingau?

Há, no entanto, opções sem açúcar (em geral, destinadas aos adultos). Vale lembrar que você pode adicionar uma fruta, como banana ou morango, para deixar a mistura mais doce. Mas se você não consegue ficar sem açúcar, prefira o cristal (uma colher de chá basta), que é menos processado do que o refinado. Será que você consegue?

Suco de caixinha

dd

 

Os sucos de caixinha são considerados um perigo na prateleira. Têm tanto quanto ou até mais açúcar do que os refrigerantes. Dá para imaginar? Tem uma quantidade grande de sódio, substância que, em excesso, pode sobrecarregar os rins e aumentar as chances de a criança ter pressão alta no futuro. Os corantes e aromas também aparecem no suco de caixinha (inclusive nos de soja), ou seja, mais química ainda.

A solução é alterná-lo com o suco natural (ou água mesmo).  Na lancheira térmica, o suco natural dura até três horas sem estragar. Para aumentar a duração da bebida, misture-a com água de coco, que retarda o processo de oxidação, é um hidratante natural e não tem muito sódio nem na versão das prateleiras. Outra alternativa são os sucos prontos integrais, que não têm açúcar e só precisam ser dissolvidos em água.

Barrinhas de cereais

w2Para os que fazem dietas, elas prometem ser uma ótima opção para o lanche. Porque são práticas de armazenar e contêm fibras - nutrientes que aumentam a sensação de saciedade, dão energia e ajudam no funcionamento do intestino e na absorção de gorduras. Mas especialistas alertam que muitas das barrinhas de cereais que existem no mercado são, na verdade, ricas em açúcar e sódio. Para saber se a que você compra é assim, compare os ingredientes que estão no rótulo. Isso mesmo!

O que vem primeiro é o que está em maior quantidade, então procure marcas em que a fibra esteja no começo da lista. Prefira as de fruta, que são menos gordurosas, e as que contêm flocos de milho, mel, aveia e castanhas. Fique de olho também na lecitina de soja, substância usada para dar liga no alimento, que pode causar alergia nas crianças. A dica é consumir barrinha de cereal natural ou substituí-la pela bananada (doce de banana em massa) sem açúcar, que também tem fibra e mais vitaminas. Nesse caso, a banana não é desidratada, como na barrinha, mantendo seus nutrientes. Tudo vale para uma boa alimentação!

Leite de soja

lMuitos pensam que o leite de soja é uma bebida saudável, mas nem sempre é uma boa ideia oferecê-lá para as crianças.  Isso porque pode ser tão alergênica quanto a lactose, presente no leite de vaca. Nutricionistas afirmam que a soja é uma proteína de difícil digestão, por isso, pode causar alergias alimentares em crianças menores de dois anos, que têm um sistema digestivo imaturo.

Alguns especialistas até questionam o nome "leite", já que ele não oferece os mesmos nutrientes, como os aminoácidos e o cálcio. Se o seu filho tem intolerância à lactose, você já encontra bebidas com adição de cálcio. Também vale substituir por leite de arroz, amêndoa e de cabra.

Pipoca de microondas

raPraticamente todos os componentes da pipoca de microondas fazem mal à saúde. Ela contém grãos de milho geneticamente modificados, sal processado e produtos químicos utilizados para conservar o sabor - uma combinação que a torna um dos alimentos mais prejudicais ao organismo.

Estudos mostram que alguns produtos químicos presentes na embalagem se vaporizam e migram para a pipoca. Estes tóxicos vão se acumulando no corpo e podem ficar no organismo durante muitos anos. Se você não resiste a pipoca, prepare-as do jeito convencional - usando uma panela. Boa sorte!

Fonte: MensFitness , DicasDeMulher

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+