Imagine a pressão que um detetive deve viver? O cara tem que ralar pra identificar e prender os criminosos. Mas quando os criminosos são assassinos em série, a pressão deve ser ainda maior. Afinal, você sabe que é apenas uma questão de tempo, até os assassinos em série atacarem novamente.

Para impedir tais ataques, é preciso, praticamente, trabalhar o tempo todo. É preciso reunir pistas, testemunhas e evidências. E mesmo assim, ao que parece, não é fácil capturá-los. Mas vocês sabiam que uma vasta quantidade de assassinos em série, que foram capturados, por que cometeram erros banais?

Sim, é isso mesmo. Aqui, em nossa lista, você irá conhecer sete deles. Confira, portanto, como os pequenos erros desses assassinos em série os levaram a ser encontrados pelas autoridades.

1 - Dennis Rader

Entre 1974 e 1991, o serial killer Dennis Rader, conhecido também como BTK, esteve à solta. Dez pessoas foram mortas por ele, no Condado de Sedgwick, Kansas. As autoridades o perseguiram, por anos. Durante todo o tempo, o assassino, ao que parece, gostava de provocá-los. Rader enviava as autoridades cartas detalhando seus sinistros crimes sinistros. Em um determinado momento, Rader teve a audácia de perguntar à polícia, se ele poderia ser rastreado caso enviasse um disquete. Obviamente, as autoridades disseram que não, mas foi exatamente assim que um dos mais temidos assassinos em série foi capturado.

2 - Ted Bundy

Publicidade
continue a leitura

Um oficial de trânsito realizava um procedimento padrão, tentando parar um carro que ia em alta velocidade. As suspeitas do oficial cresceram, quando o motorista tentou fugir. Mas não apenas somente por isso. O condutor também havia desligando as luzes do carro e havia desrespeitado os sinais vermelhos. Quando o alcançou, o guarda revistou o veículo. No momento da revista, encontrou algemas, um picador de gelo, um pé-de-cabra, uma meia-calça com buracos para os olhos e outros itens. O oficial, então, prendeu o condutor. A acusação? O que o oficial não sabia é que havia capturado Ted Bundy, um dos homens mais procurados nos Estados Unidos.

3 - Luis Gavarito

Luis Gavarito é considerado um dos maiores assassinos em série do mundo. Assassinou 186 rapazes e violou 200. E como ele foi capturado? Bom, em 1997, um local foi revelado como paradeiro de cadáveres. As autoridades, ao analisarem o local, perceberam que estavam procurando um assassino em série. Mas só descobriram quem era o responsável quando Garavito foi preso por tentativa de estupro. Garavito foi detido dois anos depois que as autoridades descobriram os corpos. Mesmo assim, ele acabou se tornando o principal suspeito. E como descobriram que Gavarito era o responsável pelos crimes? Por causa de um óculos, que havia sido encontrado no local, onde estavam os cadáveres. Gavarito tinha um problema de visão, que era compatível com os óculos encontrados.

4 - Joel Rifkin

Publicidade
continue a leitura

Entre 1989 e 1993, Joel Rifkin matou 17 jovens. Alguns eram de Nova York, outros de Long Island. O sinistro assassino em série ficou conhecido, por desmembrar os corpos de suas vítimas, muitas das quais eram profissionais do sexo. Durante o verão de 1993, Rifkin estava conduzindo um carro sem placa, pela Southern State Parkway, em Nova York. Como o carro não tinha placa, a polícia resolveu averiguar. Iniciou-se, assim, uma perseguição, que só terminou quando Rifkin colidiu com um poste. Foi nesse momento, que a polícia descobriu dentro do carro o corpo de Tiffany Bresciani. Rifkin foi preso imediatamente.

5 - Dennis Nilsen

Dennis Nilsen matou e desmembrou, pelo menos, 12 jovens entre 1978 e 1983. Desmembrar as vítimas era, praticamente, sua assinatura. Após cometer os crimes, Nilsen tirava as roupas de suas vítimas, lavava os corpos e, em seguida, os jogava em uma fogueira. Os retos, ele jogava no vaso sanitário. Como matou muita gente, os canos de sua propriedade acabou ficando entupidos. Nilsen, então, chamou um encanador, que descobriu restos de corpos nos canos e chamou a polícia. Nilson foi preso, em seguida.

Publicidade
continue a leitura

6 - Israel Keyes

O serial killer Israel Keyes foi, de longe, o mais tonto de todos os assassinos presentes aqui. Veja o motivo. Samantha Koenig, de 18 anos, foi sequestrada por Keyes. Ela foi sequestrada em seu local de trabalho e foi morta no dia seguinte. O assassino, então, tirou uma foto do corpo dela, ao lado de um jornal de quatro dias antes de sua morte. O objetivo era fazer com que sua vítima parecesse que ainda estivesse viva, afinal, só assim seria possível exigir um resgate. Deu certo. O dinheiro caiu na sua conta. Mas quando o assassino sacou a grana, a polícia conseguiu descobrir seu paradeiro.

7 - Jeffrey Dahmer

Dahmer convidou Tracy Edwards, de 32 anos, para ir até seu apartamento e fazer uma sessão de fotos nu. Ali, instalado na casa de Dahmer, o jovem sentiu um odor terrível. Mas não disse nada, afinal, havia acabado de ser algemado por Dahmer. A única coisa que fez foi pedir para usar o banheiro. Dahmer concedeu o pedido. Edwards, então, conseguiu escapar da casa. No caminho, encontrou dois policiais locais. Após explicar tudo que havia acabado de ocorrer, os policiais foram até ao apartamento de Dahmer. No apartamento, descobriram várias Polaroids de corpos humanos desmembrados. O assassino foi preso em seguida.

Publicado em: 20/12/19 15h59