• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 fatos esquecidos sobre a Primeira Guerra Mundial

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      22/03/19 às 16h15

Quando se fala sobre grandes guerras na história da humanidade, logo pensamos na Segunda Guerra Mundial, quase nunca mencionamos o conflito que a antecedeu. Mesmo que seja negligenciada muitas vezes, a Primeira Guerra Mundial também foi um evento de grandes proporções e que tem a sua importância.

A Grande Guerra, como também chamada, é especialmente menos lembrada pelos americanos, mesmo que eles tenham desempenhado um papel grande o suficiente para se sentirem afetados por ela. Em contrapartida, na Europa muitos ainda possam se lembra claramente das suas contribuições, ou dos seus aliados mais próximos. Mas a grande maioria muito provavelmente se esqueceu da participação de outros aliados não europeus, e muitos ainda simplificam as razões da guerra e as consequentes ramificações políticas.

Hoje vamos relembrar a Primeira Guerra, e trazer alguns fatos que acabaram sendo esquecidos sobre ela.

1 - Foi a primeira vez que usaram lança-chamas

Hoje os lança-chamas são uma arma bastante popular em jogos de vídeo game, e elas cumprem o seu papel de eliminar hordas de inimigos. Mas essas armas apareceram a primeira vez durante a Primeira Guerra Mundial, quando os alemães testaram a novidade em um ataque aos britânicos em Flandres. Com o sucesso inicial, não demorou muito para que os outros países também usassem a arma.

2 - 150 mil chineses foram recrutados para a guerra

Durante a Primeira Guerra Mundial, a China era uma potência em ascensão, e queria mostrar para o resto do mundo a sua influência. No entanto, a China não lutou em qualquer frente importante da guerra, mas ainda assim teve um envolvimento significativo no conflito. Para usar a guerra a seu favor, mostrar ao mundo a sua força, e garantir favores futuros, os chineses enviaram cerca de 150 mil ajudantes não combatentes para se juntarem aos ingleses e franceses na linha de frente, fazendo todo tipo de trabalho manual.

3 - A guerra química moderna foi lançada na Primeira Guerra Mundial

A maioria das pessoas não se recorda bem de todo o caos e brutalidade da Primeira Guerra Mundial, mas foi nela que começaram os primeiros ataques químicos, que resultaram em uma guerra química. Muitos historiadores se referem à Grande Guerra, como "A Guerra dos Químicos", pontuando todos os esforços das grandes potências para experimentar, sem nenhuma consideração pela ética, todos os tipos de agentes químicos, desde o cloro até o gás de mostarda. Estes eram uma forma de derrubar as linhas de frente dos adversários e distraí-los. Foi também durante a Grande Guerra, que os militares começaram a testar todo tipo de defesa contra os químicos, criando as máscaras de gás.

4 - Ajuda muçulmana

Atualmente, na Europa, há muita tensão em relação aos muçulmanos que procuram refúgio em terras europeias. Mas, segundo alguns historiadores, essa realidade poderia ser diferente se os europeus creditassem a ajuda muçulmana que eles receberam durante a Primeira Guerra Mundial. Embora essa seja uma história em grande parte não contada, os pesquisadores estimam que cerca de 2,5 milhões de muçulmanos foram ajudar na grande batalha, ajudando o exército e também o trabalho geral.

5 - Foi uma época de mudanças na guerra

Os homens encarregados da guerra eram em sua maioria veteranos experientes, de todos os lados, e em um momento de grande mudança tecnológica e de infraestrutura, eles precisaram se adaptar rapidamente às novas condições de luta. Os comandantes tiveram que experimentar múltiplas tecnologias e avanços em meio ao pior conflito que já viveram. A Batalha de Somme, por exemplo, foi uma das maiores perdas de toda a guerra, mas não devido à incompetência por parte dos generais, que tinham um conhecimento limitado quanto às novas táticas de batalha.

6 - Genocídio do Império Otomano aos armênios

Os otomanos, que viviam onde hoje é a atual Turquia, tinha no passado menos território e odiavam a próspera minoria étnica armênia. Contudo, foi durante a Primeira Guerra Mundial que eles realmente os confrontaram. Quando os armênios se juntaram aos russos, os otomanos chamaram todos os inimigos dos armênios e usaram isso como desculpa do genocídio. Homens, mulheres e crianças foram tirados de suas casas e obrigados a marchar para a morte pelo deserto. Alguns conseguiram sair do país vivos, sendo forçados a se retirarem. Nem todos tiveram a mesma sorte, e foram pegos de surpresa pela brutalidade da campanha genocida dos otomanos.

7 - Tratado de Versalhes

Enquanto a Alemanha de Hitler alega que os aliados estavam pedindo uma quantia gigantesca de dinheiro, na verdade, as potências aliadas pediram aos alemães que eles pagassem apenas pelas reparações civis. Isso não era novidade, e já havia sido pedido no passado, mas só foi dado quando a Alemanha tinha vencido guerras anteriores. Esse foi um dos maiores mitos envolvendo o Tratado de Versalhes.

E você, já estava familiarizado com alguns desses fatos? Conta para a gente aí nos comentários.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+