Ciência e Tecnologia

A criação de Artur Fischer que mudou o mundo

0

O alemão Artur Fischer é o inventor responsável pela bucha de plástico para parafusos. Atualmente, não existe quase nenhuma parede no mundo que não tenha presente a invenção alemã.

No ano de 1958, ele já havia introduzido no mercado a bucha expansiva de poliamida, mudando todo o ramo da construção profissional, e do “faça você mesmo”.

As buchas são um dos elementos mais usados de construção em todo o mundo, tendo sido produzidas até hoje bilhões de vezes na Fábrica Fischer de Waldachtal no Estado de Baden-Württemberg. 

Por causa dessa pequena invenção, Artur Fischer ficou rico e construiu um império.

Conheça Artur Fischer

Foto: Reprodução

Artur Fischer era formado em economia e iniciou a sua trajetória no mercado financeiro como analista de valores mobiliários, no ano de 1928. O inventor também conseguiu muito sucesso com seu livro “Ações Comuns, Lucros Extraordinários”, em 1958, sendo considerado uma das principais obras do ramo. O livro aborda vários conceitos que serviram de inspiração para outros grandes investidores.

A primeira grande patente de Artur Fischer foi um flash para câmeras fotográficas com disparador sincronizado, registrado em 1949. Já no ano de 1957, o inventor começou a produzir buchas para parafusos, e nos anos 1960 desenvolveu um brinquedo com peças plásticas para montar chamado Fischertechnik. O objeto se tornou muito popular na Alemanha e em outros países da Europa.

Foto: Reprodução

O inventor Artur Fischer nasceu no dia 31 de dezembro de 1919 em Waldachtal, na Alemanha. O investidor fez um curso técnico de serralheiro e fundou, em 1948, sua empresa, a Fischer & Co, que atualmente emprega mais de 4 mil funcionários, em 32 países. Fischer se aposentou da presidência da Fischer & Co. no ano de 1999, deixando o cargo para o seu filho Klaus Fischer.

Em 27 de janeiro de 2016, o inventor e empresário faleceu, aos 96 anos. A informação foi divulgada pelo grupo Fischer dois dias depois da morte.

Outras pequenas invenções

Foto: Reprodução

Veja abaixo outras pequenas invenções que mudaram o mundo e se tornaram parte do cotidiano da maior parte da população da Terra.

Foto: Reprodução

Abridor de latas: o abridor de latas surgiu da necessidade de abrir as latas, após quase meio século da popularização dos produtos em conservas se popularizarem. Antes do surgimento desse objeto, as pessoas usavam um cinzel e um martelo para chegar ao conteúdo.

Depois de vários métodos, o abridor de lata, como conhecemos atualmente,  foi patenteado pelo inventor americano William Lyman em 1870 e aperfeiçoado nas décadas seguintes. Atualmente, existem abridores de latas feitos especialmente para pessoas canhotas.

Foto: Divulgação

Gillette: King Camp Gillette foi um comerciante norte-americano que viveu entre 1855 e 1932. Em conjunto com o engenheiro William Nickerson, fundou, em 1901, a empresa Gillette Safety Razor Company, conhecida atualmente como Gillette. Três anos após isso, King Camp conseguiu a patente para as lâminas de barbear descartáveis.

Ao longo da história da humanidade, os homens utilizaram diversos tipos de lâminas para se barbearem, incluindo lâminas de aço, que precisam sempre ser afiadas. Com as lâminas descartáveis desenvolvidas por Gillette, o problema foi solucionado.

Foto: Reprodução

Papel higiénico: viver sem papel higiênico é algo inimaginável para a maior parte da nossa geração. Apesar de atualmente o papel ser encontrado em todo o local do mundo, ao longo dos anos, os nossos antepassados tiveram de ser criativos e usaram objetos como pedaço de pano e folhas, principalmente as de alface que, por serem macias, eram bastantes concorridas.

No século XIX, Gayetty teria sido a primeira pessoa a vender o papel higiênico nos Estados Unidos. Além disso, os irmãos Scott também foram muitas vezes indicados como os pioneiros neste campo. No entanto, a primeira patente foi registrada por Seth Wheeler, em 1891.

Fonte: Fusne, Portal Sol

Homem de 30 anos teve o pulmão perfurado pelo uso de cigarro eletrônico

Matéria anterior

Ciência consegue reverter envelhecimento dos óvulos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos