Ciência e Tecnologia

A influência do assoalho pélvico no orgasmo feminino

Orgasmo feminino: por que você deveria treinar o assoalho pélvico?
0

“Há mais coisas entre o céu e a terra do que sonha nossa vã filosofia”, escreveu Shakespeare no século 15. Embora a lista de assuntos contemplados por essa citação seja imensa, o orgasmo feminino provavelmente está entre elas. Ao longo dos mais de 200 mil anos de humanidade, o prazer das mulheres segue sendo um mistério.

No entanto, graças a movimentos ao longo da história, as descendentes de Eva vêm ganhando espaço para conhecerem seu próprio corpo e abraçarem seu prazer. Como resultado disso, muitas crenças foram desmistificadas e preconceitos desconstruídos. Dentre elas, sabe-se que o orgasmo desempenha uma função psicológica e fisiológica e que, no caso das mulheres, os estudos estão longe de ser definitivos, mas não deixam de ser um caminho para a saúde sexual.

Curiosamente, um dos apontamentos mais recentes realizados por especialistas em saúde sexual afirma que o “orgasmo vaginal” não existe. Segundo algumas crenças populares, o orgasmo feminino era dividido entre clitoriano e vaginal – e ainda há aquele alcançado através da estimulação de mamilos e outras áreas sensíveis do corpo.

Contudo, após apurar as pesquisas atuais, a BBC divulgou que o orgasmo vaginal não possui nenhuma base científica. Na verdade, a vagina não possui nenhuma estrutura anatômica capaz de provocar um orgasmo. Porém, a musculatura perineal do assoalho pélvico carrega consigo um imenso potencial de prazer. Em todas as mulheres identificaram contrações recorrentes de diferentes músculos da região perineal.

Portanto, durante a excitação sexual e ereção do clitóris, os músculos de ambos os lados da vulva (no espaço delimitado pelos lábios genitais) contraem-se de forma involuntária e contínua. Dessa forma, o prazer é favorecido e a ejaculação feminina alcançada.

Qual papel o assoalho pélvico desempenha no orgasmo feminino?

eCycle

Hipotonia é o nome que damos à fraqueza do assoalho pélvico. Esse quadro contribui para a incontinência urinária e interfere diretamente nas relações sexuais. Inclusive, é por isso que pode ocorrer o vazamento de urina durante a penetração, orgasmo ou ambos. Afinal, o movimento dos músculos durante o ato facilita a perda de líquido.

Todavia, existem exercícios que fortalecem o assoalho pélvico. Visto que os músculos desse grupo são responsáveis pela quantidade e intensidade das sensações que uma mulher sente durante a relação sexual, é importante treiná-los.

As contrações do assoalho pélvico desempenham um papel fundamental na excitação e capacidade das mulheres atingirem o orgasmo. São esses músculos os responsáveis por inchar e erguer o clitóris quando as mulheres estão excitadas. Por isso, é importante manter a musculatura perineal em condições saudáveis: forte, resistente e flexível.

Pompoarismo: o que você precisa saber

Orgasmo feminino: por que você deveria treinar o assoalho pélvico?

Bem Resolvida

Em suma, o pompoarismo é um exercício íntimo que busca fortalecer os músculos da vagina através de uma série de repetições de contração. Se o assoalho pélvico relaciona-se fortemente com o orgasmo feminino, essa prática é essencial para deixar a região preparada.

Inicialmente praticado para ajudar pacientes com incontinência urinária, o pompoarismo começou a mostrar benefícios sexuais. Como resultado dos exercícios, as pacientes do Dr. Arnold Henry Kegel relataram um aumento no prazer durante as relações.

O pompoarismo apresenta inúmeros benefícios para a saúde da mulher e contribui para o orgasmo feminino, porém é contraindicado em alguns casos. Gestantes, mulheres que usam DIU, aquelas que estão em período menstrual ou diagnosticadas com endometriose, mioma inflamações ou infecções devem consultar seus ginecologistas e informarem-se a respeito da prática.

Por fim, existem inúmeras dicas para alcançar o orgasmo feminino. No entanto, cada corpo é único, assim como as formas de sentir prazer. Então, a maior dica para chegar lá é: se conheça bem e descubra o que você gosta.

Fontes: G1 e Unimed Fortaleza

Homem dá tiro em esposa e faz live para explicar

Matéria anterior

Buchecha se encontra com Lucas Penteado e Juan Paiva

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications