• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Aparentemente crocodilos tiveram antepassados vegetarianos

POR Bruno Dias    EM Mundo Animal      03/07/19 às 16h09

Os crocodilos são uma família de répteis com quatorze espécies. E o termo, às vezes, é usado em um sentido mais amplo para se referir à ordem Crocodylia. Esses animais vivem nas Américas, África, Ásia e Austrália. A maior parte desses animais mora em margens de rios. Mas, na Austrália e nas ilhas do Pacífico, eles também podem ser encontrados no mar.

Quando nós pensamos em um crocodilo, seja ele o mais antigo que já habitou o nosso planeta ou os animais que ainda vemos caminhando por aí, associamos o nome a um réptil de grandes dimensões. Animais com mandíbulas cheias de dentes, um dos maiores predadores do mundo, grandes nadadores e claro, carnívoros. Mas esse último critério pode não ter sido bem assim ao longo de toda a história.

Os crocodilos antigos tiveram não somente uma, mas três fases vegetarianas. Quem fez essa descoberta foi um grupo de pesquisadores da Universidade de Utah, nos Estados Unidos. Eles analisaram a dentição de algumas espécies. E assim, viram que os crocodilos chegaram a ter uma dentição feita com pequenos e intrincados dentes. Essa dentição, que é bastante diferente do que esses animais apresentam hoje, influenciava a dieta dos animais. As descobertas do grupo foram publicadas na revista Current Biology.

Algumas das espécies extintas, que viveram na mesma época dos dinossauros na era mesozóica, tinham uma gama impressionante de morfologia esquelética. O que sugere uma grande diversidade de papéis ecológicos que não são encontrados nas espécies atuais. Uma característica, em particular, é o desenvolvimento dentário e pouco usual que foi se repetindo ao longo da história evolutiva.
Segundo o estudo, há 250 milhões de anos, as dezenas de espécies da família dos crocodilos que podiam ser encontradas, tanto em terra quanto em mares, se alimentavam de plantas, animais ou ambos.

Dieta

Mesmo com a descrição dos dentes pouco usuais da espécie, que servem de base para presumir que a dieta deles era diferente em um espaço de tempo, os investigadores tiveram dificuldades em provar esta hipótese com 100% de certeza. O que impede a reconstrução precisa da alimentação dos crocodilos da época é a falta de amostras para se comparar a dentição de mamíferos ou répteis vivos.

Os investigadores analisaram 146 dentes de 16 espécies de crocodilos já extintas. Eles fizeram isso usando um método que permite a digitalização de um objeto e a indicação da complexidade do mesmo. Isso deu a chance de comparação de dentes que não tinham pontos de referência em comum com os dentes dos animais que existem hoje.

Com a análise da dentição dos crocodilos do período mesozóico, eles puderam ver que esses animais exploraram vários tipos de alimentação até mesmo uma dieta omnívora e herbívora.

Dentição

Os resultados também mostraram que os crocodilos desenvolveram, de forma independente, uma dentição de alta complexidade em pelo menos três ocasiões. Segundo algumas informações, essas dentições superam a complexidade da dentição de alguns répteis herbívoros da atualidade e rivalizam com as de outros mamíferos omnívoros e herbívoros.

Os dentes podem revelar muita coisa a respeito de um animal. Os carnívoros normalmente têm dentes afiados e lisos para poderem morder e rasgar. Os herbívoros costumam ter dentes mais complexos e cheios de solavancos e cumes, por se desfazerem da comida na boca antes de engolir. E os omnívoros, assim como nós humanos, estão no meio.

Os crocodilos que são encontrados hoje nas Américas, África, Ásia e Austrália têm dentes cônicos para rasgar a carne de suas presas, que depois é engolida sem nem ao menos ser mastigada. E durante a vida dos animais, os dentes são substituídos continuamente.

Como já se sabe, a morfologia deles, e de algumas espécies próximas como os jacarés e gaviais, são semelhantes. "São seres semiaquáticos e que possuem dentes relativamente simples e em forma cônica. O que contrasta com a dentição das espécies antigas, quer em tamanho, quer na força que possui", conclui o estudo.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+