Curiosidades

Cientistas dizem ter observado fungos em Marte através das fotos feitas pelo rover

0

Dominar o espaço e descobrir tudo que ele guarda, ainda é um dos maiores desejos do homem. As pessoas são fascinadas com o quarto planeta do Sistema Solar, desde que o descobriram. Marte, depois do nosso, é o mais popular, e isso por vários motivos. Algumas pessoas alimentam a teoria de que há vida no enorme planeta vermelho. Outras dizem que os extraterrestres, que vemos em tantas histórias, partiram de lá. Já os cientistas o veem com outros olhos e estudam a possibilidade de habitá-lo.

Marte foi sempre uma grande fonte de mistérios. Com o passar dos anos, as pesquisas foram ficando mais intensas e os robôs enviados para lá nos dão informações e imagens cheias de detalhes. Assim, as descobertas a respeito do Planeta Vermelho não param.

Rover

Recentemente a NASA enviou seu rover Perseverance para Marte, em sua maior missão já lançada em direção ao Planeta Vermelho. O rover já pousou no planeta e começou a enviar imagens e vídeos para a Terra.

E a busca por vida no Planeta Vermelho continua. O rover usou seus instrumentos científicos para escanear a Cratera Jezero, que é uma região onde se acredita ser um lago antigo seco, a procura de vida microbiana antiga.

De acordo com uma equipe internacional de pesquisadores, outros robôs das agências espaciais podem ter encontrado sinais de vida relativamente avançada na forma de “espécimes marcianos semelhantes a fungos”, de acordo com um novo artigo.

Descoberta

A equipe  composta por pesquisadores do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica e da Universidade George Mason, acredita que eles encontraram evidências fotográficas de uma variedade de organismos parecidos com fungos, bolotas-da-terra, que é um fungo redondo parecido com uma nuvem. Ele é encontrado facilmente na Terra.

“Os fungos prosperam em ambientes de radiação intensa. Fotos sequenciais documentam que espécimes marcianos semelhantes a fungos emergem do solo e aumentam de tamanho, incluindo aqueles que se assemelham a bolotas-da-terra. Após a obliteração de espécimes esféricos pelas rodas de rover, novas esferas, algumas com talos, apareceram no topo das cristas das trilhas antigas”, escreveram os pesquisadores.

A equipe até disse que  “espécimes semelhantes a fungos negros também apareceram no topo dos rovers”. E isso não foi tudo. Eles também analisaram as fotos tiradas pelo HiRISE da NASA. Nelas, eles encontraram evidências de  “espécimes amorfos dentro de uma fenda que mudaram de forma e localização e depois desapareceram”.

“Está bem estabelecido que uma variedade de organismos terrestres sobrevivem a condições semelhantes a Marte. Dada a probabilidade de a Terra ter semeado Marte com vida e vida sendo repetidamente transferida entre planetas, seria surpreendente se não houvesse vida em Marte”, concluíram os pesquisadores.

Fungos

Além disso, os pesquisadores argumentam que essas formas de vida em Marte “teriam evoluído e já seriam adaptadas às baixas temperaturas, disponibilidade intermitente de água, baixas quantidades de oxigênio livre e altos níveis de radiação”.

Os pesquisadores também ressaltaram suas descobertas lembrando que as semelhanças na morfologia não são prova de vida, mas que também “não podemos descartar completamente minerais, clima e forças geológicas desconhecidas que seriam únicas em Marte e desconhecidas e estranhas à Terra”.

Pesquisadores encontram fósseis de nove neandertais em uma caverna no sul de Roma

Matéria anterior

7 dicas para você cortar o seu próprio cabelo

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.