Compartilhando coisa boa

Dona do pedaço: cachorra deita em sofá de loja para fugir da chuva

0

A seção de sofás de uma loja de imóveis pode ser um paraíso para aquelas pessoas mais “acomodadas”. Do mesmo modo, os animais também se rendem à tentação de se espreguiçar naqueles estofados. A prova disso aconteceu no dia 16 de abril (sábado) em Itanhaém (SP), quando uma cachorra entrou em uma loja de móveis para se proteger da chuva.

No entanto, ela não quis apenas se abrigar, mas sim um tratamento VIP! Por isso, a cadelinha fez questão se subir em um sofá e ficar lá até a chuva passar. As imagens dessa situação tiveram uma repercussão estrondosa, com muitos comentários encantados com essa interação humana-canina.

Fonte: Isabela Ribeiro / Facebook

Chuva e acolhimento

Uma forte chuva caía sobre a cidade de Itanhaém, que fica no litoral paulista. Logo, uma cachorra vira-lata apareceu na porta de uma loja de imóveis à procura de um lugar para se abrigar.

A princípio, a cadela se alocou do lado de fora do comércio, mais especificamente na marquise do imóvel. Então, ao se depararem com aquela busca por abrigo, os funcionários colocaram um pedaço de papelão no chão para que a cachorra tivesse mais conforto. E cá entre nós, o que não falta em uma loja de móveis é papelão.

Além disso, a equipe do comércio também comprou um sachê animal. Afinal, o bichinho habita a rua e nunca se sabe quando foi a última refeição dele. Portanto, mesmo do lado de fora, a cadelinha estava recebendo uma atenção para lá de especial dos funcionários.

Todavia, não basta se proteger da chuva, também precisamos ficar resguardados do frio que a precipitação traz consigo. Sendo assim, o animal se sentiu à vontade para entrar no comércio, pois lá dentro estava mais quentinho.

Não o bastante, a cachorra subiu as escadas e alcançou o piso superior do estabelecimento. Lá, estava disposto o estoque de sofás da rede… Aí ela não resistiu à tentação. Imediatamente, a vira-lata se espichou no estofado azul, gerando uma cena icônica.

Fonte: Vlad Chetan

A propósito, podemos pensar que esse “desaforo” não seria engolido pelos responsáveis pela loja. No entanto, a equipe não incomodou o animal, logo,  enquanto a cadela desfrutava do conforto, os funcionários faziam registros desse momento único.

Inclusive, a publicação que mais bombou foi a da colaboradora Isabela Ribeiro. Sua postagem alcançou mais 1.900 curtidas em um grupo do Facebook, além de comentários de pessoas encantadas com o animal e com a atitude dos trabalhadores.

Animais x Mau tempo

Essa não é a primeira vez que animais viralizam com suas técnicas para fugir das condições climáticas adversas. Na cidade de Ubá, em Minas Gerais, sete cachorros encontraram uma maneira inusitada para se protegerem do calor de 39º C.

No dia 08/10/2020, eles entraram em uma agência da Caixa Ecônomica Federal, local que oferecia um delicioso ar-condicionado. Na época, além do calor, a baixa umidade do município também prejudicava os bem-estar dos bichinhos.

Fonte: TV Integração / Reprodução

Ao G1, o veterinário André Luís Betti ressalta que dias de calor podem queimar as patas dos cachorros. No entanto, não é só a quentura que vem do chão a única capaz de prejudicar as vidas dos bichos, uma vez que climas quentes tendem a desidratá-los. Vale lembrar que a desidratação prejudica a imunidade do nosso amigo de quatro patas, o que lhe deixa vulnerável a doenças. Portanto, além do abrigo, é necessário oferecer comida, água e ventilação a estes animais.

Ademais, para quem tem pets em casa, o veterinário Cláudio Yudi diz que é necessário ter atenção ao sair do domicílio. Para quem mora em apartamento, o importante é sempre deixar uma janela aberta para favorecer a ventilação. Em ambientes com quintal, a preocupação fundamental é instalar as casinhas de cachorro em locais com sombra.

Fonte: Amo Meu Pet, G1.

Dieta arriscada: Homem engorda 45kg para mostrar que emagrecer é fácil

Matéria anterior

NFT: primeiro tweet da história vai a leilão e tem lances muito baixos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos