Curiosidades

Entenda porque a sensação de ”estar na ponta da língua” parece maior quando se está em grupo

0

Quase todo mundo já sentiu essa sensação. De alguém fazer uma pergunta, por mais simples que seja, como por exemplo “qual o nome do leão do Rei Leão?”, e você ter a certeza que sabe a resposta mas não conseguir lembrar. Essa é a famosa  sensação de ter a resposta na ponta da língua.

Essa sensação também pode acontecer quando as pessoas tentam se lembrar de alguma coisa juntas. Por exemplo, um grupo de amigos tentando se lembrar qual é o nome da atriz principal de algum filme.

Uma coisa curiosa é que aspectos sociais dessa sensação de estar na ponta da língua foram negligenciados, de forma bem ampla, pelos pesquisadores. Mas recentemente um estudo foi feito e se descobriu que essa sensação é mais provável de acontecer quando as pessoas tentam se lembrar em conjunto de alguma coisa do que quando alguém está sozinho.

Sensação

Lingua1, Fatos Desconhecidos

Essa sensação reflete, superficialmente, uma falha de memória, um colapso que acontece nessa busca pela palavra. Contudo, mais a fundo, se a pessoa tem a certeza que sabe da resposta é porque ela está ali em algum lugar da mente dela apenas esperando.

De acordo com alguns pesquisadores, essa sensação de estar na ponta língua é o reflexo de uma boa memória e não uma ruim.

E essa nova pesquisa mostrou que, ao lutar com uma palavra na ponta da língua, as pessoas conseguem localizar a primeira letra da palavra, identificar o número de sílabas ou então achar palavras parecidas.

Estudo

Lingua2 1400x788, Fatos Desconhecidos

Segundo uma teoria importante, no cerne dessa sensação está uma suposição informada, uma inferência que a pessoa faz sobre a probabilidade de que a palavra procurada esteja disponível na memória dela. E para fazer o palpite, a pessoa cofia em pistas.

E quanto mais pistas alimentam o palpite de que a palavra está ali em algum lugar da memória, mais perto a pessoa sente que está e que a palavra está prestes a vir. O que origina essa sensação de ponta da língua.

Em laboratório, essa sensação é produzida usando perguntas de conhecimento geral ou então com definições de palavras raras. No entanto, desde 1996, todos os estudos foram feitos com pessoas sozinhas.

Em grupo

Lingua3 626x417, Fatos Desconhecidos

Já esse novo estudo fez experimentos com grupos. “Sentimentos socialmente compartilhados de lembrança iminente: mais estados da ponta da língua são experimentados em pequenos grupos”, escreveram os  pesquisadores.

E quando alguém experimentava uma sensação de ponta da língua ao lado de outra pessoa, uma sensação peculiar poderia surgir. Essa é a sensação de ter “pegado” a ponta da língua. Como se essa sensação fosse contagiosa.

E como várias cabeças podem se lembrar mais rápido do que uma, as pessoas que lembram juntas podem imaginar que a resposta que estão querendo virá mais fácil se for lembrada por um grupo de pessoas do que por apenas uma.

Mas os resultados do estudo mostram que essa evidência de “contágio” da sensação é obtida quando duas ou mais pessoas do grupo experimentam essa sensação. Ou então quando as pessoas do grupo trocam palavras.

Contudo, mesmo que o contágio social seja uma explicação plausível, parece que a explicação mais poderosa é a de que a palavra está disponível na memória de alguém.

Alguns diamantes raros se formam a partir de restos mortais de criaturas que já viveram na Terra

Matéria anterior

Coral de 400 anos é o maior já visto na Grande Barreira de Corais

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos