Curiosidades

Essa é a ciência por trás de uma boa soneca

0

Nada melhor do que chegar em casa depois de um dia cansativo, tomar um banho e dormir. Um sono saudável é extremamente importante para recuperar seu corpo e prepará-lo para um novo dia. Mesmo que você seja uma pessoa que não goste muito de dormir, todos nós precisamos de uma boa noite de descanso. Fato é que cada um de nós temos os nossos hábitos de sono, seja uma soneca ou uma longa noite, todos nós dormimos.

Embora a sociedade possa ver essa pulada do sono como um símbolo máximo de produtividade, isso não é uma coisa boa. Até porque, dormir menos de oito horas por noite não leva a uma produtividade maior, mais sucesso e mais riqueza. Além do mais, esse hábito não é saudável.

“Nos últimos 10 ou 15 anos ou mais, houve estudos mostrando que seu metabolismo e seu sistema imunológico são bastante afetados pela privação de sono. Sua capacidade de metabolizar alimentos de forma adequada, sua capacidade de combater infecções, muitos processos fisiológicos são afetados. Pessoas que têm períodos prolongados, muitos anos, de sono curto, correm um risco muito maior de obesidade, diabetes tipo 2 e alguns tipos de câncer”, explicou o pesquisador de perda de sono Siobhan Banks, da University of South Australia.

Como resultado, essa privação de sono também traz desvantagens a curto prazo, como por exemplo problemas de memória, tempos de reação reduzidos e fadiga. Entretanto, é importante dizer que existem formas de interromper ou, pelo menos, de minimizar essa privação de sono, não necessariamente com um bloco de sono de oito horas.

Soneca

SMH

Conforme as formas e maneiras de como se dorme são modificadas com o tempo, alguns horários de sono provavelmente são bem mais sucedidos que outros. Por exemplo, em 1943, um artigo da revista TIME apontou um método de sono que Richard Buckminster Fuller inventou. Nele, a pessoa dormia duas horas por dia em blocos de trinta minutos. Mas depois de dois anos essa propagação parou.

Nesse sentido, Banks investiga como várias pessoas diferentes dormem. O trabalho do pesquisador da perda de sono tem o objetivo de minimizar alguns dos problemas de sono que aparecem para as pessoas que trabalham em turnos ou em lugares com uma quantidade pequena de sono.

Para esses casos, existem esquemas de sono como o de Fuller, o chamado sono polifásico, que diz para dormir menos, mas em doses mais frequentes. No entanto, Banks ressalta que ele provavelmente não irá funcionar bem a longo prazo. Até porque, a pessoa ainda irá ter somente algumas horas de sono durante 24 horas. Contudo, ele tem uma coisa a seu favor: a soneca.

“Há algumas evidências de que você não precisa necessariamente dormir todo o sono em um só pedaço. Para muitos ambientes operacionais, as pessoas podem ter um sono principal, que são quatro ou cinco horas, e então podem suplementar com uma soneca de uma ou duas horas à tarde. Essa parece ser uma maneira que você pode usar para ‘hackear’ o seu sono”, explicou Banks.

Método

Goodrx

O ponto da soneca positivo é que a duração dela realmente parece não ser importante. O principal é que as pessoas que não estão dormindo o suficiente devem fazer mais sonecas.

Contudo, não se pode substituir o sono apenas por sonecas. Isso porque o cérebro humano precisa de, pelo menos, um ciclo de sono mais longo por noite para que ele mantenha tudo funcionando.

Ademais, o sono REM tem três estágios, e cada um deles é importante por diferentes razões. Acredita-se que o terceiro estágio está especialmente envolvido na restauração e recuperação do cérebro e na manutenção do sono em geral.

Um fato importante é que tudo isso dura aproximadamente de 70 a 120 minutos por ciclo. Então, com quatro ou cinco horas de sono a pessoa recebe todos os componentes necessários para um bom descanso, além disso, a soneca pode ajudar a complementar.

Observações

Stocksy

Se uma simples soneca não faz efeito suficiente para algumas pessoas, Banks dá outro hack. Esse é especialmente bom para os amantes de café.

“Um membro da nossa equipe publicou um artigo no ano passado sobre o ‘nappuccino’. É basicamente tomar um café antes de tirar uma soneca”, explicou ele.

Isso funciona porque a cafeína bloqueia um composto, chamado adenosina, de se acumular no cérebro. Desse modo, a adenosina diminui a taxa de disparo do cérebro e ajuda as pessoas a dormirem. Então, quando a pessoa dorme ela é renovada para começar o dia de novo.

Fonte: Science Alert

Imagens: SMH, Goodrx, Stocksy

Por que os oceanos Pacíficos e Atlântico não se misturam?

Matéria anterior

Coreia do Sul: País em que o tipo sanguíneo pode definir personalidade

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications