Notícias

Essa foto marcou gafe do príncipe William e de Kate durante viagem à Jamaica

0

Durante a visita do príncipe William e Kate Middleton no bairro pobre de Kingston, em Trech Town, capital da Jamaica, aconteceu algo que muitos consideram um desastre para as relações públicas. 

Estima-se que a equipe do palácio tenha se perguntado porque a imagem que marcaria a viagem do duque e da duquesa de Cambridge ao Caribe não foi a explosão de alegria e de prazer que o casal recebeu assim que chegou no centro de Kingston.

No entanto, em vez de boas lembranças, a imagem do príncipe William e da esposa, Kate Middleton, cumprimentando crianças jamaicanas por meio de buracos em uma cerca de arame pareceu para muitos uma espécie de paródia do salvador branco. 

Esse momento foi denominado como um passo em falso para um casal que é surpreendentemente experiente na mídia. No entanto, essa não foi a única gafe nessa viagem, aparentemente, desorganizada.

O primeiro compromisso em Belize foi cancelado às pressas depois do protesto de alguns moradores. Uma outra manifestação, mesmo que pequena, ocorreu no dia em que o casal chegou à Jamaica.

Além disso, o primeiro-ministro jamaicano declarou, enquanto William e Kate estavam em silêncio ao seu lado, que preferia não ter mais a rainha como chefe de Estado.

Foto: PA MEDIA

Também vale destacar que, apesar da volta de Land Rover no desfile militar poder ter sido uma homenagem encantadora à rainha e ao duque de Edimburgo, que andaram no mesmo veículo nos anos 1960, para alguns parecia apenas um lembrete de um tempo mais colonial.

Os bons momentos da viagem

PA MEDIA

Mesmo com os eventos adversos, vale citar que muitas coisas na viagem aconteceram da melhor maneira possível. Os discursos do príncipe William foram atenciosos e bem recebidos. Na Jamaica, o segundo na linha de sucessão foi mais longe do que qualquer membro da família real, comentando sobre a sua tristeza e aversão à escravidão.

O príncipe herdeiro também se lembrou de celebrar a contribuição que os jamaicanos deram à Grã-Bretanha nos anos seguintes à Segunda Guerra Mundial, sendo esse um lembrete da profundidade e complexidade da relação entre as duas nações.

A cada evento, o casal real passou a sensação de estar distribuindo um pouco de magia e e alegria na vida das pessoas. Kate e William demonstraram gratidão para aqueles que muitas vezes não são agradecidos e nem recompensados ​​por seus esforços, chamando a atenção para causas e problemas “fora de moda”.

Por causa disso, o casal teve uma recepção calorosa em quase todos os locais que visitaram.

O “desastre” na turnê do príncipe William

Foto: Reuters

Se o casal foi tão bem recepcionado, como o Trench Town acabou sendo um desastre de relações públicas? O mau planejamento e a má execução podem ser a resposta para isso.

Já se passaram mais de dois anos desde a última turnê do casal, e a equipe dos Cambridge possui uma profunda experiência em montar uma viagem longa e complexa. Contudo, basta apenas um instante para ofuscar os bons momentos de trabalho. Assim, a cena de passar os dedos pela cerca de arame foi uma cena crítica evitável.

“É realmente injusto”, reclamou um diplomata britânico sobre a cobertura crítica. 

No entanto, é preciso destacar que o mundo mudou muito após a última turnê do casal. O movimento Black Lives Matter transformou muitas percepções. Assim como o fim da monarquia em Barbados, que se converteu em uma república no ano passado, que também modificou as coisas.

Enquanto o Land Rover pode ter parecido uma boa ideia no passado, atualmente, relembra os dias coloniais.

A expectativa, agora, é de que as turnês da Família Real se adequem às mudanças do mundo.

Fonte: BBC

O estranho motivo dos pássaros estarem migrando para as cidades

Matéria anterior

Por que nós temos boas ideias enquanto tomamos banho?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos