Curiosidades

Esse hack do sono pode despertar o pensamento criativo

0

Dormir pode ser considerado, por várias pessoas, uma das melhores coisas da vida. Ainda que você seja uma pessoa que não goste muito de dormir, todos nós precisamos de uma boa noite de descanso. Com isso, cada um de nós temos os nossos hábitos de sono, seja um cochilo ou uma longa noite, todos nós dormimos.

Ademais, todos os seres humanos têm a necessidade de dormir. Independente de como fazemos isso, dormir está em nossa rotina diária. No entanto, não quer dizer que todas as pessoas tenham um sono de qualidade.

O sono de boa qualidade é essencial para a saúde física e mental. Além do sono ser algo necessário, ele pode também funcionar para trazer inspiração e criatividade. É isso que mostra uma técnica descrita pelo artista surrealista Salvador Dalí e o famoso inventor Thomas Edison.

Sono

Veja Saúde

Para conseguir esse impulso de criatividade a pessoa tem que, essencialmente, acordar logo que um determinado estágio do sono começa. É o estágio em que a realidade parece a se misturar com a fantasia.

Os gênios, como Dali e Edison, para conseguirem usar essa técnica, seguravam algum objeto, como uma colher ou uma bola, enquanto eles iam dormir. Conforme eles pegavam no sono, o objeto caía, fazia barulho e eles acordavam. Assim, depois de alguns momentos beirando a inconsciência, eles estavam prontos para seu trabalho.

O estágio inicial do sono, chamado estado de hipnagogia ou N1, dura somente alguns minutos antes de a pessoa cair em um sono profundo. Mas ele pode ser um coquetel para a criatividade, de acordo com os pesquisadores do estudo.

“Os seres humanos passam cerca de 5% de uma noite de sono em N1, mas é um estágio de sono extremamente pouco estudado. No N1, você pode imaginar formas, cores ou até pedaços de sonhos na frente de seus olhos fechados, mas ainda ouvir coisas em seu quarto. O padrão pode ser muito diferente dependendo da pessoa”, disse a autora sênior Delphine Oudiette, pesquisadora do sono do Instituto do Cérebro de Paris.

Estudo

Meu cérebro

Tendo em mente os gênios que usaram essa técnica do sono, Oudiette e sua equipe começaram a testá-la para ver se ela realmente funcionaria para pessoas comuns. Para isso, eles recrutaram 103 participantes saudáveis que conseguiam adormecer facilmente e pediram que eles evitassem estimulantes e que dormissem um pouco menos do que o normal na noite anterior para fazer experimento.

Os pesquisadores mostraram aos participantes um problema de matemática que eles tinham que adivinhar o último dígito de uma sequência. Para isso, os participantes tinham duas regras que poderiam aplicar ao problema, seguindo passo a passo para descobrirem a resposta.

No entanto, os pesquisadores incluíram uma regra oculta de que o oitavo dígito era sempre o segundo dígito da sequência. Se algum participante descobrisse isso, diminuiria de forma significativa o tempo que a pessoa levaria para resolver o problema.

“Ao contrário da visão popular, a criatividade não se restringe a áreas específicas como as artes. A criatividade envolve dois elementos: originalidade e utilidade para o contexto. Nesse caso, os participantes que descobrem a regra oculta estão sendo criativos porque não foram instruídos a resolver o problema dessa forma, então encontraram uma estratégia nova e útil”, explicou Oudiette.

Experimento

Academia Ipuense

Na primeira parte do experimento, os participantes foram pedidos para resolver 10 problemas matemáticos usando regra de três. Depois disso, eles tiveram um intervalo de 20 minutos nos quais foram instruídos a relaxar e a dormir em uma cadeira semi-reclinada, com as mãos colocadas para fora dos apoios de braço, em um quatro escuro.

Para essa dormida, os participantes seguravam um copo leve para beber. Eles fizeram isso para que se eles caíssem no sono, o copo cairia no chão e o barulho iria acordá-los.

“O objetivo era isolar o efeito específico do N1 sem qualquer contaminação de outras fases do sono”, disse Oudiette.

Através de um eletroencefalograma (EEG), os pesquisadores conseguiram monitorar como os diferentes estágios do sono são marcados por diferentes padrões de ondas cerebrais.

Quando o tempo de descanso terminou, os pesquisadores pediram para os participantes resolverem mais problemas matemáticos. Desse modo, eles registraram se os participantes mostraram um aumento no insight. Ou seja, se eles começaram a resolver os problemas mais rápido ou então se eles disseram explicitamente que descobriram a regra oculta.

Resultados

Loja sonhar colchões

Como resultado, os pesquisadores descobriram que os participantes que passaram pelo menos 15 segundos no estágio N1 tinham 83% de chance de descobrir a regra oculta comparados com 30% de chance daqueles que continuaram acordados.

“A única diferença entre os dois grupos é um minuto. Esse é um resultado meio espetacular”, pontuou Oudiette.

Com isso, os pesquisadores concluíram que “existia um ponto ideal criativo que só poderia ser atingido se as pessoas equilibrassem o adormecimento fácil com o adormecimento muito profundo”.

Fonte: Science Alert

Imagens: Veja Saude, Meu cérebro, Academia Ipuense, Loja sonhar colchões

5 Curiosidades sobre Lady Gaga em House of Gucci

Matéria anterior

NASA ligou seu sistema de monitoramento de impacto de asteroides

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications