Esse incrível pássaro recém-descoberto absorve quase 100% da luz

POR Isabela Ferreira    EM Mundo Animal      28/04/18 às 15h51

O mundo animal é realmente incrível, não acha? Tamanha beleza não pode ser encontrada em nenhum outro lugar, se não no reino dominado por eles. Pesquisadores de todas as partes do mundo sempre estão atentos aos indícios que a natureza pode dar, revelando assim, outras espécies que nunca imaginaríamos conhecer. Recentemente, cientistas descobriram um pássaro que é diferente de tudo o que já estamos acostumados, que apresenta um comportamento curioso e simplesmente sensacional.

Chamada de ave-do-paraíso (Lophorina superba), ela é famosa por suas penas extremamente pretas. Apenas para que você tenha ideia, são tão pretas que absorvem até 99,95 % da luz... Mas ainda tem gente que afirma que elas absorvem 99,96 %. A ave já era conhecida a mais tempo, no entanto, os pesquisadores descobriram que existe uma outra espécie que é bem parecida, a qual ganhou o nome de Vogelkop Superb Bird-Of-Paradise.

"Depois de ver a forma como o Vogelkop se parece e age como um animal selvagem, há pouco espaço para dúvidas de que se trata de uma espécie separada", afirma  Ed Scholes, biólogo do Projeto Birds-of Paradise, do Cornell University Lab of Ornithology. Ainda acrescenta: "A dança de acasalamento é diferente. As vocalizações são diferentes. As fêmeas parecem diferentes e até a forma do macho se exibir é diferente".

Imagens impressionantes

Novas imagens que foram feitas por Scholes Timothy Laman, que é ornitólogo e fotojornalista de vida selvagem, conseguiram a primeira evidência de que essa nova espécie, que habita apenas a região de Western Head, em Nova Guiné, é muito diferente daquela que já era conhecida, e que pode ser encontrada por todo o país.

Além de viverem em locais diferentes, os pássaros também possuem aparências distintas, embora sejam bem sutis. Nas duas espécies, os machos se apresentam quase que "demonicamente" para as fêmeas, exibindo suas penas escuras e marcas em turquesa, quase neon. No entanto, no caso da Vogelkop, ele exibe suas penas em uma forma crescente pontiaguda, formando a ilusão de um rosto sorridente.

Ele não abre sua "capa" por completo até que a fêmea tenha se aproximado o suficiente. Após isso, ele exibe seus olhos que mais parecem grandes faróis. Seu canto também é muito mais sombrio e penetrante. Sua dança é mais suave e se aproxima de uma valsa dançada solo. Após toda essa análise, podemos realmente concluir que os machos da espécie são completamente surpreendentes.

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+