Curiosidades

Felicidade através do trabalho?

0

Geralmente, todo mundo busca a felicidade, seja através de hábitos ou atividades de lazer ou até mesmo através do trabalho. Encontrar esse equilíbrio certo entre trabalho e vida pessoal não é uma coisa nova na sociedade como um todo. Entretanto, parece que esse equilíbrio foi dificultado pela pandemia, visto que, nesse momento, as pessoas começaram a pensar mais sobre o significado e propósito do seu trabalho e como isso afeta à sua qualidade de vida.

Segundo os estudos sugerem, o número de pessoas que estão saindo ou planejando sair dos seus trabalhos foi recorde em 2021. Essa decisão pode parecer precipitada. Contudo, as pessoas estão reconsiderando onde e como o trabalho se encaixa na vida delas e o que elas têm como objetivo.

Normalmente, pensamos que se não fosse necessário trabalhar, ou então que se as pessoas pudessem trabalhar menos horas, teríamos mais felicidade, seríamos mais felizes e levaríamos uma vida cheia de experiências prazerosas. Entretanto, esse não é o caso visto em pessoas aposentadas que voltam a trabalhar ou então ganhadores de loteria que também tentam achar alguma coisa para fazer.

Trabalho e vida pessoal

Corporate learning network

Portanto, chegar nesse equilíbrio entre vida pessoal e trabalho, se é que ele existe, não quer dizer necessariamente sobre quanto, quando, onde e como se trabalha. É na verdade uma questão do porquê se trabalha.

Claro que essas tentativas de encontrar um equilíbrio melhor entre a vida pessoal e o trabalho são necessárias. Até porque, o trabalho se relaciona de forma consistente e positivamente com o bem-estar das pessoas, além de ser grande parte da identidade das pessoas.

Como resultado, o trabalho proporciona às pessoas um senso de competência. Isso ajuda no seu bem-estar. Nesse ínterim, os pesquisadores mostraram que o trabalho não traz somente uma validação, já que quando as pessoas se sentem ameaçadas elas se atraem para aquelas atividades que exigem esforço, o que muitas das vezes são consideradas alguma forma de trabalho.

Ademais, o trabalho parece até trazer uma certa felicidade para as pessoas nas vezes em que elas preferem o lazer. Os pesquisadores demonstraram isso através de vários experimentos inteligentes, em que os participantes tinham a opção de ficarem ociosos ou então ocupados.

Como resultado, poucos escolheram ficar ocupados a menos que fossem forçados a fazer uma caminhada. Mesmo assim, os pesquisadores descobriram que os participantes que ficaram 15 minutos caminhando ficaram, de maneira significativa, bem mais felizes do que os que ficaram ociosos.

Ou seja, fazer alguma coisa ajudou na felicidade mesmo quando a pessoa acha que ela prefere ficar ociosa. Outro ponto visto é que os animais parecem saber desse ponto de forma instintiva. Vários experimentos mostraram que a maior parte deles prefere trabalhar pela sua comida do que tê-la de graça.

Felicidade

iPleaders

Esse ponto que mostra que a ideia de trabalhar, ou fazer esforço em tarefas ajuda no bem-estar está relacionado com o conceito psicológico chamado felicidade eudaimônica. Esse é um tipo de felicidade que se obtém através do funcionamento ideal e da realização do potencial.

Tanto é que um estudo mostrou que o trabalho e o esforço são fundamentais para a felicidade eudaimônica. Isso porque ela vem através da satisfação e orgulho que a pessoa tem quando conclui alguma tarefa difícil.

Um outro lado do equilíbrio entre a vida pessoal e trabalho é a felicidade hedônica. Ela se define como a presença de sentimentos positivos como alegria e a relativa escassez de sentimentos negativos como tristeza ou raiva. Esse tipo de felicidade traz vários benefícios para a saúde tanto física como mental. Uma ótima forma de buscá-la é através do lazer.

Mesmo assim, um estudo recente mostrou o bem-estar e a felicidade das pessoas começam cair se elas tiverem mais de cinco horas livres por dia. Portanto, passar dias na praia não fazendo nada, por exemplo, não parece ser a chave para a felicidade a longo prazo.

Tudo isso pode ser uma explicação do porquê algumas pessoas preferem fazer algum tipo de esforço mesmo em seu tempo de lazer. Geralmente, essas pessoas falam sobre cumprir metas pessoais, progredir e acumular realizações. Esses pontos são características da felicidade eudaimônica, não o hedonismo que se associa ao lazer.

Como resultado, tendo essas diferentes abordagens, talvez a chave para a felicidade e um bem-estar duradouro seja levar em consideração o seu estilo de vida e o que se adapta melhor para você.

Fonte: Science Alert

Imagens: Corporate learning network, iPleaders 

Angela Maxwell: A mulher que deu a volta ao mundo andando

Matéria anterior

Animações incríveis para ver nesse começo de ano

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications