História

Homem de gelo de 5,3 mil anos tinha tatuagens no corpo

0
Homem de gelo de 5,3 mil anos tinha tatuagens no corpo

No dia 19 de setembro de 1991, a múmia milenar de um homem de gelo de 5,3 mil anos foi descoberta nos Alpes de Ötztal, que ficam na fronteira entre a Áustria e a Itália. Assim, o homem de gelo ficou conhecido como Ötzi. Contudo, mesmo sendo descoberto há quase 30 anos, um mistério permaneceu em aberto: o que eram as tatuagens presentes na pele do cadáver?

Ao longo de seu corpo, o homem de gelo de 5,3 mil anos possui 61 marcas que se parecem com tatuagens. Dessa forma, em 2015, um time de pesquisadores do Instituto de Pesquisas sobre Múmias de Bolzano, na Itália tentou desvendar o mistério por trás das tatuagens.

Conhecendo um pouco mais da história de vida de Ötzi

De acordo com estudos realizados na múmia milenar, tudo indica que o indivíduo morreu há, pelo menos, 5,3 mil anos. Logo, Ötzi teria vivo cerca de 30 a 45 anos no período Neolítico. Em todo caso, o nível de conservação do corpo era realmente surpreendente, uma que o alpinista que o encontrou o corpo, acreditava se tratar de alguém que morrera recentemente. Por conta do gelo, o corpo de Ötzi foi apenas parcialmente deteriorado, possibilitando a realização de muitos estudos.

Ötzi possuía as características básicas de um homem moderno. Assim, media cerca de 1,65 de altura e pesava 50 quilos. Quando foi encontrado, também vestia um casaco feito de pele carneiro, um cinto feito de couro, uma capa de grama trançada e sapatos feitos especialmente para se adaptar a neve. Dito isso, ainda que suas roupas fossem impressionantes, o mais surpreendente e fascinante foram suas tatuagens. Em seu corpo, havia mais de 61 marcas, com destaque para as pernas, que possuíam um conjunto de 12 linhas de tatuagens.

No resto do corpo, eram, ao menos, 19 grupos de linhas pretas, tanto horizontais, como verticais. Assim, as linhas seguiam desde sua coluna até a parte de trás dos joelhos. Com isso, os pesquisadores analisaram melhor as tatuagens para entender melhor a sua origem.

As tatuagens do homem de gelo foram feitas através de acupuntura

De acordo com pesquisadores do Instituto de Pesquisas sobre Múmias de Bolzano (Itália), que são responsáveis pela pesquisa das tatuagens de Ötzi, foi descoberto que as tatuagens foram feitas quando ele ainda estava vivo. Além disso, esse foi o resultado de um tratamento de acupuntura.

Antes de descobrirem a origem das tatuagens, também havia sido encontrado vestígios de cinzas de lareira ou fuligem no corpo do homem de gelo. Contudo, agora, sabemos que essas substâncias foram utilizadas para desenvolver os desenhos na pele de Ötzi. Pelo que sabemos, as tatuagens foram feitas com uma espécie de pó de carvão que era aplicado nos ferimentos do procedimento de acupuntura.

Além de revelar a origem das tatuagens, essas evidências também mostram como a medicina era desenvolvida naquele período. Em estudos anteriores, também foi descoberto que o homem de gelo possuía juntas gastas, cálculos biliares e artérias endurecidas. Além de também, um tumor no dedinho do pé, doenças parasitárias e outros problemas de saúde que foram adquiridos ao longo de sua vida.

Isso é o que acontece se você tomar suco de cenoura com frequência

Matéria anterior

10 piores filmes da história, de acordo com a crítica

Próxima matéria

Mais em História

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.