Ciência e Tecnologia

Maiores mitos sobre o cérebro humano

Cérebro
0

O cérebro é uma parte impressionante do corpo humano. Acredita-se que o cérebro humano é até capaz de gerar 23 watts de energia elétrica, ou seja, o suficiente para ligar uma lâmpada pequena! Mesmo com tantos estudos sobre, ainda existem coisas que estamos tentando entender.

Então, é comum que mitos circulem por aí, fazendo você acreditar em coisas que não são cientificamente comprovadas sobre o cérebro humano.

Tamanho do cérebro afeta a inteligência

Dizem que quanto maior, melhor, mas isso não se aplica para o cérebro humano. A inteligência não é determinada pelo tamanho do cérebro e sim pelas sinapses, que são as ligações entre os neurônios. Além disso, a inteligência está mais ligada ao volume do lobo frontal e volume de massa cinza, não ao tamanho geral do cérebro.

Álcool mata células do cérebro

Cérebro

Reprpdução

Esse é um mito bem comum que você já deve ter escutado. Mas, pesquisas mostram que álcool não mata suas células cerebrais. Contudo, ele pode afetar as funções do cérebro e causar uma série de problemas.

Por exemplo, beber em excesso de uma vez ou beber muito por um longo período de tempo pode atrapalhar a habilidade dos neurônios de enviar mensagens uns aos outros. Isso causa perda de memória, falta de coordenação motora e amnésia.

Só usamos 10% da capacidade cerebral

Muita gente ainda acredita nesse mito, dizendo que se fosse possível usar toda a capacidade cerebral, seríamos invencíveis. No entanto, estudos mostram que quase todas as áreas do cérebro estão ativas, tirando aqueles casos em que a pessoa sofre de alguma condição médica.

Também sabemos que o cérebro sozinho gasta 20% da nossa energia. Então, não faz sentido gastar tanta energia em uma partezinha ativa.

Função cerebral diminui com a idade

O cérebro chega ao estado máximo de desenvolvimento por volta dos 25 anos e as habilidades cognitivas não mudam muito depois disso. Então, depende de nós para manter a saúde do cérebro. Assim, um jeito ótimo para fazer isso é por meio de um estilo de vida saudável, com exercícios físico, uma dieta balanceada e uma vida social ativa.

Bebês que escutam música clássica são mais inteligentes

O Efeito Mozart é mais um mito que é super presente no dia a dia. Dizem que bebês que escutam Mozart ou outros compositores de música clássica têm sua inteligência estimulada. Assim, mulheres grávidas já deixaram essas músicas tocando durante toda a gravidez e mesmo depois que o bebê nasceu, durante toda a infância.

Contudo, não há provas concretas de que isso seja verdade. Em 1993, um estudo mostrou que estudantes universitários que escutavam Mozart tinham melhoria cognitiva. Mas, nada sugeriu que teria uma melhoria na inteligência de bebês.

QI permanece o mesmo durante a vida

Pessoa pensando

Reprodução

O QI de uma pessoa pode mudar ao longo da vida. Nossa habilidade de lembrar das informações chega ao máximo aos 18 anos, mas inteligência emocional pode melhorar até os 30. Pesquisadores também dizem que não é possível computar o QI com exatidão.

Escrever as ideias no papel ajuda a alcançar os objetivos?

Matéria anterior

O superfungo Candida Auris

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications