• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Moedas são encontradas em cinema italiano e o valor delas é incalculável

POR Mateus Graff    EM Curiosidades      13/09/18 às 16h04

Parece que nem sempre essas histórias de caça ao tesouro são falsas. Estamos falando isso porque encontraram um pote de moedas de ouro que possivelmente remonta o século 5 d.C.. As moedas estavam embaixo de um teatro abandonado na Itália, na cidade de Milão.

Enquanto alguns construtores estavam trabalhando em uma reforma de um antigo cinema da cidade, eles acabaram se deparando com as raras moedas. E não é qualquer tesouro, são cerca de 300 moedas de ouro que provavelmente foram cunhadas durante o colapso do Império Romano.

Se você é fã de histórias envolvendo tesouros misteriosos, vai adorar saber mais detalhes desse caso.

As 300 moedas encontradas em Milão

O tesouro estava dentro de uma ânfora (um tipo de jarra utilizada pelos romanos). Quando encontraram as moedas, os construtores que trabalhavam na obra acionaram os arqueólogos do Ministério de Patrimônio Cultural da Itália. Uma barra de ouro também foi descoberta, junto com dois objetos ainda a serem identificados.

Logo, o tesouro foi levado para um laboratório da cidade de Milão. O teatro onde elas estavam foi inaugurado em 1870 e fechado em 1997. Ele será derrubado para que arqueólogos façam mais investigações no local.

A expectativa é que depois de serem feitas algumas análises, possamos ter informações sobre o tesouro, como o que o escondeu, como elas foram parar ali ou mesmo qual foi o contexto histórico vivido pelo Império Romano antes de sua dissolução.

Alberto Bonisoli, ministro italiano de Patrimônio de Cultural e Atividades, disse o seguinte: "Ainda não sabemos em detalhes a significância histórica e cultural da descoberta, mas essa área está provando ser um verdadeiro tesouro para a nossa arqueologia".

Primeiras suspeitas

Inicialmente, os especialistas acham que esse tesouro foi escondido por invasores godos que atacaram o Império Romano em 410 d.C., ou que veio de incursões dos povos vândalos, em 455 d.C..

Mas independente de quem escondeu essas moedas, esse tesouro deixou muita gente empolgada. A especialista em moedas, Maria Grazia Facchinetti, acha que o dono do jarro talvez "o enterrou de maneira que, em caso de perigo, eles poderiam ir até lá e recuperá-lo". Para ela, os rostos gravados nas moedas eram dos imperadores Honório, Valentiniano III, Leão I, Trácio, Antonino Pio e Líbio Severo. Isso indica que as moedas não são de depois do ano 474 d.C..

Ela ainda suspeita que as moedas não eram de apenas uma única pessoa, mas sim de um banco ou alguma outra empresa comercial.

E você, qual o seu palpite (mesmo não sendo um arqueólogo)? Não esqueça de comentar aqui embaixo.

Próxima Matéria
Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+