Notícias

Morador de Petrópolis encontra cachorro depois de deslizamento

0

Uma notícia boa surgiu no meio de tanta dor e tristeza depois do temporal que atingiu Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, nesta terça-feira, 15 de fevereiro. O publicitário Carlos Menezes encontrou, na manhã desta quarta-feira, 16, o cãozinho Pitoco, um vira-lata adotado há um ano.

Porém, o publicitário segue tentando encontrar a avó, de 65 anos, e o irmão, de 18 anos, que estão desaparecidos no local.

Pitoco acabou desaparecendo depois de um deslizamento no Morro da Oficina. O cãozinho foi encontrado no alto do morro e com medo de descer.

Temporal que atingiu Petrópolis

Foto: Reprodução/redes sociais

Na tarde desta quarta-feira, 16, a Prefeitura de Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, e o Corpo de Bombeiros informaram que subiu para 67 o número de mortos depois da tempestade. Ao todo são 22 homens, 37 mulheres e 8 crianças.

O Corpo de Bombeiros ainda não informou o número de desaparecidos. Além disso, cerca de 54 casas foram destruídas pelas chuvas e 370 pessoas foram acolhidas em abrigos improvisados.

Aproximadamente 400 bombeiros trabalham nas buscas aos desaparecidos e a Polícia Civil do Rio montou uma força-tarefa com cerca de 200 policiais. Entre eles estão: peritos legistas e criminais, papiloscopistas, técnicos e auxiliares de necropsia, servidores de cartório e de várias delegacias da Região Serrana.

Além disso, a Prefeitura decretou estado de calamidade pública e informou que foram reforçadas as equipes dos hospitais para atender as vítimas. Assim, as pessoas que tiverem parentes desaparecidos devem procurar a delegacia.

De acordo com a Defesa Civil, ainda há mais previsões de chuva. Em caso de emergência, deve-se ligar para o telefone 199.

A devastação da cidade

Foto: Estadão Conteúdo

Já nesta quarta-feira, era possível notar o tamanho da devastação, mesmo que em muitos locais fosse difícil identificar o que era casa, terra ou rua.

Morros vieram abaixo, carregando pedras do tamanho de carros, assim como os veículos ficaram empilhados com a força da correnteza e as vias foram bloqueadas.

Além do Alto da Serra, também foram atingidas as regiões da 24 de Maio, Caxambu, Sargento Boening, Moinho Preto, Vila Felipe, Vila Militar e as ruas Uruguai, Washington Luiz e Coronel Veiga.

Fonte: G1

Buraco negro em anel de poeira confirma teoria dos cientistas

Matéria anterior

Esse vilarejo em GO tem a maior incidência de doença de pele rara

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos