Curiosidades

Mulher descobre traição e cola cartaz de término no carro do ex

0

Estar em um relacionamento monogâmico é um compromisso feito pelas partes envolvidas. Contudo, nem sempre o acordo é cumprido e uma traição acaba acontecendo. Quando isso acontece, a parte traída pode lidar com a infidelidade das mais variadas formas, e às vezes, a reação acaba chamando a atenção de todos, como foi o caso dessa mulher em Belém.

No último domingo, as pessoas que passaram pela avenida Marquês de Herval, no bairro da Pedreira, em Belém, viram um cartaz escrito à mão que chamou atenção. Claro que o cartaz logo viralizou nas redes sociais. Nele, a mulher identificada pelo apelido de Naná, revelava o seu cansaço da traição do companheiro.

Dentre tudo que estava escrito no cartaz, Naná fez alguns desabafos sobre a amante do companheiro.  “Crie vergonha na cara e venha morar com a moça, respeite ela”, escreveu ela.

Traição

G1

Segundo Benedita Carvalho Lopes, a Naná, ela vivia com Alessandro há 13 anos e toda semana o homem sumia para dormir com sua amante. “Ele saía todo final de semana e voltava só na segunda-feira. A gente trabalhava juntos aqui no restaurante. Eu fiz isso e pensei que só ele fosse ver. Nunca pensei que fosse ter essa repercussão”, disse ela em entrevista.

No entanto, o cartaz de Naná chamou atenção das pessoas que passavam pelo local justamente pela forma com que ele foi colocado no carro de Alessandro. No desabafo, Naná pediu respeito à amante e sugeriu que o homem fosse morar com “a outra”.

Além disso, através do cartaz, Naná comunicou ao ex-companheiro que já não aguentava mais a traição e disse para ele voltar para casa na segunda-feira para buscar as roupas dele. “Eu não te quero mais”, escreveu.

“A gente se dava super bem, principalmente no trabalho. Aí aconteceu isso, né? Agora é cada um seguir o seu caminho e vida que segue para todos. Tanto para ele, quanto pra mim”, contou Naná.

Mensagem

G1

Como o cartaz viralizou nas redes sociais, Naná usou o seu perfil no Instagram para se manifestar a respeito do caso. “Desculpa a repercussão dos fatos, não faz parte da minha conduta. Mas eu já estava no meu limite de estresse. Quem convive, sabe e ponto!”, declarou.

Além disso, a mulher que é pequena empreendedora e trabalha com a venda de alimentos, comentou também sobre sua fama repentina. “Página de fofoca nenhuma vai me calar, até porque nunca vivi esse mundo de subcelebridade! Sejam bem-vindos todos. Beijos da Naná Show”, disse.

Nova vida

G1

Por mais que ela tenha ficado conhecida por conta de uma traição, Naná parece que não vai se deixar abater por conta dessa desilusão amorosa. Tanto que, na segunda-feira dessa semana ela postou uma foto toda arrumada e de salto alto.

“Partiu dar uma espairecida, pois mereço, né, meu bem”, escreveu na legenda.

Para quem ficou curioso para saber o que estava escrito no cartaz deixado por Naná, segue a mensagem na íntegra.

“Alessandro, depois de 13 anos nós vivendo juntos e você sumir toda semana e vir dormir com essa moça. A gente trabalha juntos e quando você volta pra casa, quer transar? Ela não te satisfaz no sexo? Na segunda-feira volte em casa para pegar suas coisas, porque eu não te quero mais. Crie vergonha na sua cara e venha morar com a moça, respeite ela… Ass: Naná.”

Por que pessoas traem?

Dicas de mulher

O tema é pouco tratado e nem todo mundo fala abertamente sobre o assunto. Exatamente por isso que é difícil detectar quando a traição acontece. O mesmo motivo faz com que também seja complicado compreender suas causas e seus efeitos sobre um casal.

A falta de dados sobre a infidelidade foi uma das motivações que a psicóloga gaúcha Patricia Scheeren encontrou para se dedicar à sua tese de doutorado. Vasculhando tudo sobre o tema, a pesquisadora elaborou uma extensa e detalhada pesquisa por meio do Núcleo de Pesquisa Dinâmica das Relações Familiares da UFRGS.

“Pensamos, primeiramente, em fazer grupos focais de discussão, mas a conclusão foi de que as pessoas não falariam com franqueza sobre o assunto. Optamos, então, por um questionário online. Ainda assim, houve quem parou de responder pela metade. Acredito que essas pessoas se sentiram incomodadas. Houve pessoas que também achavam que não deveriam responder, pois diziam que nunca haviam traído. Precisávamos explicar que este também era um dado relevante. É muito complicado falar sobre isso”, disse Patricia, que também atua como terapeuta de casal e de família.

Ao todo, 1.042 pessoas, das cinco regiões do Brasil, de orientação heterossexual, participaram da pesquisa. Algumas pessoas eram casadas, já outras viviam com seus parceiros há pelo menos seis meses. As idades dos participantes variavam de 21 a 73 anos. Além disso, o tempo médio dos relacionamentos era de 10 anos.

Os dados, revelados com exclusividade pela pesquisa, impressionaram. Além disso, as informações coletadas também derrubaram alguns mitos que norteiam a infidelidade. O primeiro deles: o de que homens traem muito mais do que as mulheres.

De acordo com Patricia, 50,9% das mulheres e 56,1% dos homens declaram já ter sido infiéis aos seus parceiros. A proporção é próxima o suficiente e mostra que não há distinção relevante entre traição nos dois gêneros.

Fonte: G1, Gaúcha ZH

Imagens: G1, Dicas de mulher

Nestlé permite que seus funcionários levem os pets ao trabalho

Matéria anterior

Casal em situação de rua cuida de 17 cachorros e diz “é minha família”

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos